25/05/2019 às 10h45min - Atualizada em 25/05/2019 às 10h45min

UFU otimiza pesquisa de produções bibliográficas nos campi

Adoção dos identificadores únicos para pesquisadores eleva visibilidade nacional e mundial dos trabalhos da comunidade acadêmica da Universidade Federal de Uberlândia

DA REDAÇÃO
Sistema foi implementado no final do ano passado nas bibliotecas da instituição| Foto: Marco Cavalcanti
Em parceria com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propp) e o Centro de Tecnologia da Informação (CTI), o Sistema de Bibliotecas da Universidade Federal de Uberlândia (Sisbi/UFU) conta desde o final de 2018 com um sistema institucional, a Open Researcher and Contributor iD (Orcid). Trata-se da criação de identificadores digitais únicos para pesquisadores, o que favorece a identificação nacional e internacional deles e de suas produções, mesmo com a ocorrência de variações na forma de descrição para os nomes.

De acordo com a diretora do Sisbi, Fabiana de Oliveira Silva, a abrangência da Orcid é mundial e o perfil do pesquisador, bem como de sua produção científica e demais dados atuam como um currículo acadêmico internacional, contribuindo para a visibilidade das produções.

“A aquisição deste sistema trouxe vários benefícios aos pesquisadores da UFU, sobretudo no tocante à padronização dos nomes, evitando a ambiguidade com os de outros pesquisadores. Outras vantagens são a garantia da identificação deles e sua afiliação nos trabalhos de sua autoria; redução do tempo na identificação da publicação de obra; permissão das instituições como editores, agências de fomento e outras instituições acompanhem a produção científica e trabalhos acadêmicos financiados por elas; a reutilização e integração de dados no Repositório Institucional da UFU, páginas da web da universidade, departamentos, grupos de pesquisa ou pessoal.”

Além disso, a Orcid possibilitou à instituição a integração de dados de produção biográficos ou outros diante da aprovação do pesquisador, fortalecendo a capacidade de ligar os dados com outras plataformas Orcid e serviços locais, como no Repositório Institucional UFU. Todos estes fatores também repercutiram no aumento da visibilidade da UFU internacionalmente.

CONSÓRCIO
O Consórcio Orcid foi lançado oficialmente há um ano, graças a um convênio firmado entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), a Scientific Electronic Library Online (SciELO) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), tendo a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) como facilitador.

Objetivando racionalizar o uso das bases de dados existentes, a UFU integrou-se a este consórcio. “É o ponto de partida das ações que a nossa universidade precisava tomar em relação à sua integração internacional. Esse consórcio levará a internacionalizar os nossos pesquisadores, nossas informações, além de garantir que os dados passem por um processo de curadoria que respalde e permita o rastreamento de sua origem”, resumiu a diretora do Sisbi.

A meta da instituição é continuar disseminando a cultura da inovação e acesso à tecnologia junto à comunidade acadêmica, contribuindo, assim, para a internacionalização das pesquisas que nela são realizadas.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »