16/05/2019 às 08h32min - Atualizada em 16/05/2019 às 08h32min

Os encantos da figura humana

Exposição “Corpo”, parceria das artistas plásticas Lilian Tibery e Valéria Ochoa, pode ser visitada até sexta-feira (17)

ADREANA OLIVEIRA
Desenhos de Lilian Tibery e Valéria Ochoa feitos a partir de modelos vivos no espaço do Ponto Azul Galeria e Atelier (Lilian Tibery/Divulgação)
Duas artistas, duas amigas, duas entusiastas da figura humana. Lilian Tibery e Valéria Ochoa ficaram muito tempo sem se encontrar, mas como toda verdadeira amizade, quando isso aconteceu foi como se jamais tivessem ficado longe uma da outra. E nada como falar um pouco de trabalho. Foi a partir de uma conversa há pouco mais de um ano que surgiu a ideia de “Corpo”, exposição de desenhos que elas realizam até sexta-feira (17) na Ponto Azul Galeria e Atelier.

“Eu e Lilian somos amigas há muitos anos. Depois de um tempo sem vê-la visitei a galeria e ela comentou sobre querer reunir um grupo de pessoas para trabalhar com modelo vivo. Só disse para que ela não me deixasse fora dessa porque é uma preferência minha desde os tempos de estudante”, disse Viviane.

Ela conta ainda que havia ficado algum tempo parada. Depois de quase 30 anos trabalhando como professora na Universidade Federal de Uberlândia (UFU) ela se aposentou e não desenhava mais com tanta frequência. “Até engrenar novamente levei um tempinho para refinar os traços e retomar toda a técnica, mas logo já estava desenhando naturalmente de novo”, afirmou.

A figura humana é algo que encanta a artista plástica principalmente por não ser perfeito. Para ele, com o tempo, o culto à beleza, ao corpo, tende a perde espaço à medida em que as pessoas amadurecem e começam a ver as coisas e até ao próprio corpo por outras perspectivas. “Nessas pinturas trabalhamos com modelos mas a ideia é trabalhar com todos os tipos de pessoas. Gosto muito também do retrato de pessoas de diferentes idades, em diferentes fases da vida. Consigo enxergar a harmonia em todos os tipos de seres humanos. Muitas vezes o que as pessoas vão ver nas telas não tem seu equivalente em palavras”, comentou Valéria.

Ela diz ainda que essa harmonia presente no corpo humano traz mesmo uma inteligência de criação, divina mesmo. “Quero continuar com esse trabalho por muito tempo ainda principalmente por valoriza o contato que temos com os modelos. Essa relação é muito importante. O retrato, representando ou não o nu, contempla pessoas de diferentes padrões, mesmo aquelas consideradas em uma determinada época fora dos padrões estabelecidos”, afirmou Valéria, que é natural de Belo Horizonte, mas foi criada em Uberlândia. “Me considero uberlandense mesmo”.

Segundo Lilian Tibery, desde 26 de abril, data da abertura da exposição “Corpo”, o feedback das pessoas que a visitam são os melhores. “O desenho é algo que tem muito o apreço das pessoas. A receptividade está ótima e a forma como apresentamos os trabalhos, o desenho artesanal, traz um público bem específico à galeria de pessoas com um vínculo grande com as técnicas artísticas”.

Lilian recorda que a exposição abriu poucos dias antes de um projeto de lei que proíbe a entrada de menores de 18 anos em eventos que tenham “teor sexual” entrar em vigor (30/04) sem debate com a classe artística ou a sociedade. Mesmo contestada pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais, a lei foi aprovada rapidamente.

“Muita gente ligou, às vezes até em tom de brincadeira, para saber como estava a visitação, mas não tivemos problemas aqui. Não recebemos nenhum comunicado da Secretaria Municipal de Cultura e, claro, vamos acatar o que vier. Porém, a nudez artística aqui está em um contexto próprio, sem contar que algo integrada à cultura ocidental, diferente da cultura oriental, na qual, por questões religiosas é proibida a representação da figura humana”, disse Lilian.

Nesta exposição ela também conta com uma novidade. Em parceria com a Barroca Almofadas algumas imagens dos desenhos expostos foram impressos para esses itens e agradou ao público. “Não quero transformar tirar o aspecto artístico da galeria nem transformar em uma loja de designe, mas gostei tanto da proposta porque permite aos espectadores levarem uma imagem que gostou em uma peça de valor mais acessível”, comentou.
Lilian adianta ainda que a parceria com Valéria foi tão boa que podemos esperar a continuação de “Corpo’.
 
SERVIÇO

O QUE: Exposição “Corpo”
ARTISTAS: Lilian Tibery e Valéria Ochoa
QUANDO: até amanhã (17), das 10h às 18h
LOCAL: Ponto Azul Atelier e Galeria (Rua da Carioca 1581 A, Morada da Colina)
ENTRADA FRANCA
INFORMAÇÕES: 3214-9082
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »