14/05/2019 às 08h08min - Atualizada em 14/05/2019 às 08h08min

Após acesso, temporada do Uberlândia chega ao fim

UEC libera jogadores e retoma atividades do profissional em novembro

DA REDAÇÃO
Uberlândia e Coimbra durante partida no Sabiá; alviverde conquistou acesso à elite do Campeonato Mineiro (Vilmar Silva)
No último sábado (11), terminou a temporada 2019 para a equipe profissional do Uberlândia Esporte Clube. No último confronto da final do Campeonato Mineiro – Módulo II, contra o Coimbra, em Sete Lagoas, o Verdão, que precisava vencer, acabou perdendo por 1 a 0 e ficou com o vice-campeonato. Apesar disso, o clube e a torcida comemoram o que era o maior objetivo na temporada: voltar à elite do futebol mineiro logo no primeiro ano pós-rebaixamento, situação que o clube jamais havia conseguido anteriormente.

No próximo domingo (19), o Diário de Uberlândia publicará uma matéria exclusiva com o presidente do Verdão, Flávio Gomide, na qual ele fará um balanço da temporada e também vai falar dos planos para a disputa da elite no próximo ano, quando o clube voltará a brigar por vagas nas competições nacionais, como Série D e Copa do Brasil.

Agora, o departamento de futebol profissional dá uma parada até meados de novembro, momento em que provavelmente o clube começará os anúncios de atletas e comissão técnica para a disputa do Módulo I, que começará em janeiro de 2020.  O trabalho neste momento é de acerto com jogadores. A maior parte vai procurar emprego nas divisões inferiores do Campeonato Brasileiro ou mesmo na Terceira Divisão Mineiro. Os jogadores que são “pratas da casa” e que não têm mais idade para o sub-20 deverão ser emprestados a outras equipes.

O diretor de futebol do clube, Fabrício Tavares, terá uma reunião com a diretoria executiva nos próximos dias para definir seu futuro no clube. Segundo ele, o maior objetivo, que era o acesso, foi cumprido à risca. “A meta era voltar ao Módulo I, o que foi concluído, mesmo em um campeonato difícil, onde várias equipes entraram com orçamentos maiores do que o Uberlândia e ficaram para trás. O clube conseguiu o acesso com um elenco formado por jogadores da base, alguns experientes e outros revelados em grandes clubes do Brasil. Tudo isso comandado por um treinador [Ademir Fonseca] gestor de elenco. Agora é se preparar para um Módulo I do ano que vem, que será muito difícil e no qual vamos buscar a vaga para a Série D e assim voltar a ter calendário completo a partir de 2021”, disse Fabrício Tavares.

OPINIÃO

Comandante da equipe esportiva da Rádio Vitoriosa responsável por acompanhar o Uberlândia Esporte por algumas décadas, Wander Tomaz destacou a importância do técnico Ademir Fonseca na campanha que resultou no acesso do Verdão em uma publicação em sua página pessoal no Facebook.

“O técnico Ademir Fonseca entrou para a história do Uberlândia Esporte Clube (UEC). Agora, ele faz parte de um grupo, que até então era composto por Edgar De Brito (1964), Antônio Lacerda (1999), Célio Costa (2005), José Maria Pena (2008) e Paulo César Catanoce (2015), que comandaram vitoriosas campanhas de acesso do Furacão Verde à elite do futebol mineiro.  Ademir Fonseca, mais uma vez, demonstrou ser um grande gestor de pessoas. A boa gestão no futebol tornou os problemas pequenos, e suas soluções foram sempre construtivas, na direção do sucesso.”

VERDINHO

Com a paralização momentânea do futebol profissional, os olhos do torcedor alviverde se voltam para as categorias de base do clube, especialmente a equipe sub-20, atual campeã mineira do interior. No final de semana, o grupo comandado pelo técnico Amaragil Neto venceu o Atlético, no Estádio Parque do Sabiá, por 2 a 1, chegando à quinta vitória seguida no Campeonato Mineiro, mantendo a liderança com 15 pontos e 100% de aproveitamento.

No próximo sábado (18), a equipe encara o União Luziense, às 15h, em Santa Luzia.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »