09/05/2019 às 18h55min - Atualizada em 09/05/2019 às 18h55min

Professores e estudantes fazem ato contra cortes no ensino superior em Uberlândia

Ato de protesto ocorreu na tarde desta quinta-feira (9) na praça Tubal Vilela

​DANIEL POMPEU
Manifestação ocorreu durante a tarde de hoje (8) na praça Tubal Vilela | Foto: Daniel Pompeu
Estudantes, professores e funcionários da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) realizaram uma manifestação, na tarde desta quinta-feira (9), como reação aos cortes de cerca de 30% das verbas das universidades federais brasileiras, anunciado no último dia 30 de abril.

O ato, que aconteceu na praça Tubal Vilela, foi organizado pela Associação dos Docentes da UFU (Adufu). Houve exposições de trabalhos e pesquisas de alunos da universidade com o intuito de contrapor as alegações de “balbúrdia” atribuídas às universidades pelo ministro da Educação.

De acordo com Benerval Santos, presidente da Adufu, a manifestação foi motivada pelo sentimento de indignação da comunidade da UFU com relação às medidas tomadas pelo Ministério da Educação (MEC). “Esse corte representa R$ 42 milhões de reais nesses quatro primeiros meses. Isso inviabiliza o funcionamento da UFU em pouco tempo. Nós não teremos dinheiro para custeio da universidade”, disse.

Santos também destacou que a manifestação tem como pauta a contrariedade à reforma da previdência social proposta pelo governo. Os cortes, assim como a reforma, motivaram a deflagração de uma paralisação de todos os professores do País no próximo dia 15.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »