02/04/2019 às 08h18min - Atualizada em 02/04/2019 às 08h18min

Vida de refugiados é tema de novela

“Órfãos da Terra” estreia hoje no horário das 18h da Globo e traz história de amor como pano de fundo

FOLHAPRESS
Kháled (Rodrigo Vidal), Missade (Ana Cecilia Costa), Laila (Julia Dalavia) e Elias (Marco Ricca) / (Paulo Belote/Globo/Divulgação)
Com uma trama centrada na história de amor entre um casal de refugiados, interpretados por Julia Dalavia (Laila) e Renato Góes (Jamil), "Órfãos da Terra", a próxima novela das seis da Globo, estreia hoje.

Escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes, a novela se debruçará sobre a vida de refugiados que moram em São Paulo, vindos do Oriente Médio, da África ou do Haiti. O elenco contará ainda com Alice Wegmann, que viverá a vilã da trama, além de Leona Cavalli, Marco Ricca, Herson Capri e Letícia Sabatella.

Em uma das cenas gravadas em São Paulo, Laila, uma refugiada síria e cristã, reencontra Jamil, um muçulmano libanês por quem havia se apaixonado durante a fuga de seu país, e revela a ele que está grávida. "Eu costumo brincar que a história de amor é o pano de fundo da novela. Tudo na trama é tão forte, tão vivo e tão gigante”, ", afirma Góes.

"É uma dramaturgia de novela, é entretenimento, uma história cheia de encontros e desencontros", explica Julia. "Mas tudo é muito bem embasado, muito pesquisado. Todas essas 'chavinhas' de novela estão apoiadas sobre essas questões dos refugiados."

A guerra civil da Síria, da qual a personagem de Julia foge, começou em 2011, como consequência da repressão a manifestações realizadas no país na esteira da Primavera Árabe, uma onda de protestos que pediam abertura política e democracia em diversos países árabes. O conflito já matou cerca de 400 mil pessoas e forçou a fuga de quase seis milhões de sírios de seu país, milhares deles com destino ao Brasil.

"Antes da guerra, esses personagens tinham uma estrutura familiar, financeira e social constituída, e que foi repentinamente destruída", diz Duca Rachid, uma das autoras. "Eles chegam em nosso país dispostos a começar um novo capítulo de suas vidas com esperança e entusiasmo que permeiam toda a trama."

Entusiasmo que não escapou ao casal protagonista durante a preparação para a novela. Julia Dalavia e Renato Góes passaram cerca de três meses estudando a cultura e a língua árabes, além de terem conversado com vários refugiados, incluindo o ex-BBB sírio Kaysar, que ajudou o elenco na preparação.

Além dele, a trama também contou com a consultoria do padre Paolo Parisi, que chefia a Missão Paz, em São Paulo, onde são acolhidos haitianos, sírios, congoleses e venezuelanos.

OUTRAS TERRAS

A trama de "Órfãos da Terra" retrata a chegada de refugiados de diversas partes do mundo para o Brasil, apesar de ter os seus primeiros capítulos dedicados aos Sírios, núcleo protagonista da trama. Dentre as outras nacionalidades abordadas, estão os venezuelanos que fogem da crise em seu país.

"Fomos incluindo temas novos e vamos tratar a questão venezuelana", afirmoua a autora Thelma Guedes, que escreve a novela com Duca Rachid. Ela afirma que novos atores vão surgir ao longo da trama, relatando a crise do vizinho brasileiro. "A trama central é de uma família Síria, mas abrimos para outros refugiados. Há os africanos, os haitianos e também dos venezuelanos".

Segundo a autora, o Brasil recebe apenas 130 mil pessoas refugiadas, enquanto há 4 milhões de brasileiros espalhados pelo mundo. "É bem desproporcional. Há uma ideia de existem milhões de estrangeiros no Brasil, e isso não é verdade", afirma a autora.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »