27/03/2019 às 16h31min - Atualizada em 27/03/2019 às 16h31min

Restam 20 vagas para casamento comunitário LGBTQ em Uberlândia

Inscrições vão até o dia 15 de abril; iniciativa é promovida pelo Projeto Somos

NÚBIA MOTA
Viviane e Lívia estão juntas há cinco anos e irão se casar no evento | Foto: Arquivo pessoal
Metade das 40 vagas para o Casamento LGBTQ Coletivo, promovido pelo Projeto Somos, criado em outubro em Uberlândia, já foi preenchida, mas ainda dá tempo, até o dia 15 abril, para interessados fazerem a inscrição. Os casais ficarão isentos de praticamente todos os custos, com exceção da publicação dos proclames, que gira em torno de R$ 90. A cerimônia será no dia 3 de julho, mas o local e o horário ainda não foram definidos.

De acordo com Breno Valadares de Abreu, coordenador do Projeto Somos, para conseguir a gratuidade, os pretendentes devem passar por uma avaliação socioeconômica, além de preencher um formulário com dados. É necessário levar uma série de cópias de documentos como carteira de trabalho, contracheque, RG, CPF, comprovante de endereço atualizado e certidão de nascimento ou de casamento, no caso de divorciados, entre outros.

Inscritas no evento, a atendente Viviane Silva de Albuquerque, de 25 anos, e a companheira, a auxiliar administrativo Lívia Cardoso Vieira, de 26 anos, moram juntas há 5 anos. O casamento comunitário, segundo Viviane Albuquerque, é uma oportunidade para facilitar a vida delas, além de oficializar a união. “Como não somos daqui, precisamos de comprovante para abrir conta, para fazer contrato de aluguel, para comprar carro, e como a gente não é nada uma da outra oficialmente, fica mais difícil provar [depois de casar]”, disse.

Morando em Uberlândia há 2 anos, ambas vieram de Teresina, no Piauí, em busca de melhores oportunidades de emprego e condições de vida.  Chegaram a olhar o casamento, mas mesmo empregadas, os custos com cartório ficavam acima de suas condições financeiras.

“Juntou a condição financeira com a imaturidade e nunca nos casamos. Ainda é muito difícil de se assumir. Vim de uma família evangélica e casamento gay não existe. Achei essa oportunidade na internet, até pensei que era mentira e me inscrevi”, disse Albuquerque.
 
SERVIÇO
Interessados no casamento LGTBQ promovido pelo Projeto Somos podem entrar em contato e buscar mais informações pelo email [email protected]. As inscrições vão até o dia 15 de abril.

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »