21/03/2019 às 08h05min - Atualizada em 21/03/2019 às 08h05min

Filho de Ademir Fonseca assume trabalhos no UEC

Acostumado a trabalhar com o pai, Winnícius Marquezine comanda o Verdão no Módulo II interinamente

DA REDAÇÃO
Winnícius Marquezine implantou atual metodologia no Uberlândia | Foto: UEC/Divulgação
Winnícius Marquezine já começou a comandar os trabalhos no Uberlândia Esporte Clube. Na última quarta-feira (21), foi realizado um trabalho técnico-tático no Estádio Parque do Sabiá, onde o Verdão receberá o América de Teófilo Otoni, no domingo (24), às 10h, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro – Módulo II. Marquezine é graduado em educação física e é filho de Ademir Fonseca, treinador do time e que continua internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), depois de sofrer um infarto no último domingo (17).

Ainda não existe previsão para o retorno de Fonseca aos trabalhos. Atualmente, o Verdão é o vice-líder do Módulo II, com 13 pontos, um a menos do que o líder Coimbra, e vem de três vitórias seguidas na competição.

Winnícius Marquezine já está acostumado a trabalhar com o pai. Em muitos clubes, auxiliou Ademir atuando nas funções de preparador físico, analista de desempenho e auxiliar técnico. O treinador interino terá a ajuda de Renan Augusto, prata de casa, que é o atual auxiliar técnico de Ademir Fonseca. O trabalho mais recente entre pai e filho aconteceu na URT de Patos de Minas, em 2016, quando Marquezine era o preparador físico da equipe que foi campeã mineira do interior. No começo deste ano, foi Marquezine quem implantou a atual metodologia de trabalho no Verdão, na pré-temporada, antes do início do Módulo II.

“Meu pai está bem melhor e acredito que, até segunda-feira (25), ele possa ser liberado para estar aqui com a gente. A família não esperava, mas graças a Deus o pior não aconteceu. Agora é focar no trabalho, pois a competição é dura e precisamos seguir evoluindo”, disse Winnícius.

O treinador interino garante que não haverá dificuldades para que o trabalho seja mantido. “Quando recebi a ligação do Fabrício Tavares [diretor de futebol], decidi retornar prontamente, para ficar perto do meu pai, e também para dar continuidade ao trabalho, que comecei no início do ano. É uma oportunidade de fazer algo novo”, afirmou.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »