13/03/2019 às 14h08min - Atualizada em 13/03/2019 às 14h08min

Feirão Limpa Nome acontece na próxima sexta-feira em Uberlândia

Ação faz parte da Semana do Consumidor; objetivo é oferecer novas possibilidades de pagamento de dívidas bancárias para pessoas físicas

DANIEL POMPEU
Procon e Câmara Municipal realizam feirão para limpar o nome de pessoas com dívidas em Uberlândia | Foto: Diário de Uberlândia
Acontece nesta sexta-feira (15) o Feirão Limpa Nome Bancário, fruto de uma parceria entre o Procon e Câmara Municipal de Uberlândia para a Semana do Consumidor. O evento, que será realizado no segundo piso da praça central da Câmara, tem o objetivo de oferecer novas possibilidades de pagamento de dívidas bancárias, incluindo financiamentos (exceto habitacionais), cartão de crédito e outras pendências de pessoas físicas. O interessado em participar pode fazer a inscrição na sede do Procon, que fica na av. Afonso Pena, número 1612.

De acordo com o superintendente do órgão, Abatênio Marquez, a inscrição garante um horário agendado e ajuda a evitar filas de atendimento. Mesmo assim, ele afirma que quem aparecer no local sem se inscrever também poderá ser atendido. Até a tarde de terça-feira(12), mais de 300 pessoas já haviam se cadastrado.

Karina Rodrigues estava no Procon realizando sua inscrição para o evento. A funcionária pública, de 38 anos, acumulou dívidas no cartão de crédito após perder seu emprego anterior. Agora, ela espera que o Feirão possa oferecer a possibilidade de renegociar juros e novos prazos. “Minha intenção é pagar, ninguém quer ficar com o nome sujo”, diz. Ela ficou sabendo do evento após uma amiga indicá-la como participante ao Procon.

De acordo com Abatênio Marquez, casos como o de Karina Rodrigues são passíveis de receberem tratamento diferenciado durante o Feirão. Os bancos que participarão da negociação na sexta-feira são filiados à Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que por sua vez tem acordo com o Procon. “É uma intermediação para fazer uma negociação diferenciada. Nós temos um convênio com a Febraban e a promessa de que vai ser uma negociação benéfica ao consumidor”, explica Marquez.

O superintendente ressalta ainda, que o cliente não sairá do Feirão com um acordo fechado. O caso será analisado individualmente por cada banco, que tem o prazo de 15 dias para responder. Se não houver satisfação com a oferta, é possível procurar o Procon para realizar um novo acordo.

O gerente regional da Caixa Econômica Federal, Gilmar Pereira Passos, não garantiu a redução de taxas em negociações de dívidas, mas ressaltou a importância de participação da população. “Nós enviaremos uma gerente para orientar os clientes sobre as alternativas negociais para resolver pendências e inadimplências junto à Caixa.”

Segundo Passos, os dados de cada cliente serão coletados individualmente e enviados à agência bancária vinculada ao consumidor. O banco oferecerá apoio para iniciar a negociação com o gerente através do empregado que estará no local.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »