25/01/2019 às 08h25min - Atualizada em 25/01/2019 às 08h25min

Prepare-se para três dias de rock

Bandas uberlandenses tocam de bluegrass a grunge, clássicos e novidades para embalar evento cervejeiro

ADREANA OLIVEIRA
A banda Autopilots se apresenta amanhã (26) no festival | Foto: Pedro Zaramella/Fábio Santos/Divulgação
Um espaço montado para a confraternização. Dias para colocar a conversa em dia com os amigos e experimentar cervejas e chopes produzidos por cerca de 30 cervejarias de Uberlândia e região e ainda se deliciar com os cardápios de 12 food trucks. Esse é o Udi Beer Festival, que começa logo mais no estacionamento do Uberlândia Shopping. E um evento desses só está completo com música, e que seja o melhor do rock and roll. Em três seis bandas se apresentarão, cinco de Uberlândia e uma de Santo André (SP), a  Blaymorphed, cover de Pearl Jam.

O Diário de Uberlândia, que também patrocinador do evento, traz entrevista com a Blaymorphed amanhã e hoje nosso leitor saberá mais das cinco bandas uberlandenses escaladas para o Udi Beer. Os estilos vão do bluegrass ao grunge, sem deixar de lado os clássicos e as novidades.

Já faz algum tempo que o músico Lucas Simon revisita um repertório country, bluegrass e rockabilly, estilos populares vindos dos Estados Unidos, e essa pesquisa deu origem a vários projetos. Entre eles, The Cash Catchers, um tributo ao lendário Johnny Cash, o Condado Caramujo (de música autoral), Evil Stout, entre outros. Simon explica que os shows são realizados de acordo com a estrutura do evento e em formatos que vão de duo a banda, dependendo da disponibilidade dos músicos.

Hoje, na abertura do Udi Beer Festival, além de músicas de Cash, a banda apresentará clássicos das três vertentes. Simon na voz e violão será acompanhado por Vinícius Silva (bateria), Pedro Vianna (baixo/voz) e Lucas Vidal (guitarra). “O repertório será formulado com alguns grandes clássicos do Homem de Preto, mas também trazendo grandes nomes do Bluegrass e Rockabilly como Elvis Presley, Willie Nelson, Stanley Brothers, Carl Perkins e outros”, disse Simon, um apaixonado pela pela música tradicional americana que promete novidades em breve com repertório autoral.

A segunda atração da noite é a Mad Houdini, na ativa desde 1999. Contempla rock nacional e internacional, passando pelos clássicos, grunge, nacionais e flashback. “Nossas grandes influências são Queen, Pearl Jam, Aerosmith e Black Sabbath”, afirmou o vocalista Ninno Villela. Ele adianta que 2019 será o ano para a Mad Houdini investir na gravação de músicas autorais. Completam a banda Marcelo Melazzo na bateria, Edu Dudu no baixo e Fernando Melo nas guitarras.
 
SÁBADO

O sábado promete ser uma celebração ao grunge e do alternativo. Faz companhia à Blaymorphed, a uberlandense Autopilots, que iniciou as atividades em 2015 com Guilherme “Guinu” Nunes (vocal e guitarra), Fábio Santos (guitarra e backing), Danilo Machado (baixo e backing) e Erick Piovesan (bateria e backing). “Nossa motivação é trazer ao público músicas que fujam do ‘mais do mesmo’ que se ouve normalmente nas casas de show em nosso País. Em nossas raízes, forte influência do grunge e alternativo dos anos 90, mas não preso a esta fórmula. Assim alcançamos reações inesperadas e sorrisos sinceros de nossa plateia, que é a real razão para isso tudo”, disse Erick.

O repertório do Udi Beer Festival visa levar uma experiência animada e envolvente ao público. Erick conta ainda que a banda está com músicas próprias já “no forno”.
 
DOMINGO

O domingo começa com a Bandit Rock Band, formada no final de 2016 após a separação da The Dodgers. A formação conta com Carol Scarabucci (vocais), João Neto (baixo), Romes Cunha e Alexandre (guitarras) e Jean (bateria).

Segundo Carol, os integrantes têm duas coisas em comum, ter a banda como segunda e apostar num repertório que gostam, mas que surpreendam o público. “Buscamos referências nos clássicos de 70 e 80 como Led Zeppelin, Aerosmith, Survivor. E isso tem tudo a ver com cerveja – a segunda melhor coisa do mundo depois do rock”, disse a vocalista que adianta que eles já estão trabalhando em música autorais e com outro voltado para pop rock com vocais femininos.
“Não temos muitas vocalistas femininas de Rock propriamente dito. Temos no metal, no pop e no indie, mas não no rock clássico. Isso vira um diferencial nas apresentações porque há um ‘preconceito’ com mulher cantando rock com vocal masculino”, disse ela que já escutou críticas de uma pessoa que depois de ouvi-la cantar “Enter Sandman” (Metallica), virou fã.

O festival será encerrado ao som da Defuzz. Formada em 2016, traz Jaques (vocal), Felipe Brandão (guitarra), João Brandão (baixo) e Higor Ernandes (bateria) na formação e o foco é fazer músicas que conectem o público à banda e inspirar as pessoas pelas próprias influências. “A partir daí vem a celebração, aquele momento único no palco que nos faz perceber o porquê estamos nessa maluquice do rock. O repertório está sendo montado pensando nas músicas que a gente curte ouvir e passam uma energia massa para o público. Somos a última a se apresentar e faremos da melhor forma”, disse João.

A Defuzz lança o primeiro EP neste ano e apresentará duas músicas dele: “Not done yet” e “Sweet Ride”.

SERVIÇO

O QUE: Udi Beer Festival
QUANDO: hoje, das 16h às 22h, amanhã e domingo das 16h às 22h com exposição de carros antigos durante os três dias
ONDE: Estacionamento do Uberlândia Shopping
INGRESSO: 1kg de alimento não perecível
LOCAL DE TROCA: iBarbearia no Uberlândia Shopping
CONFIRMAÇÃO DE PRESENÇA: https://bit.ly/2DcAcvo
ÁREA DE ALIMENTAÇÃO: presença de 30 cervejarias e 12 food trucks
CLASSIFICAÇÃO: livre
 
ATRAÇÕES MUSICAIS
HOJE

18h - The Crash Catchers
20h - Mad Houdini

AMANHÃ (26)
18h - Autopilots
20h - Blaymorphed (Pearl Jam Cover)

DOMINGO (27)
18h - Bandit
20h – Defuzz
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »