09/01/2019 às 07h45min - Atualizada em 09/01/2019 às 07h45min

PC prende seis suspeitos de roubos na zona rural

Suspeita é que quadrilha tenha agido em fazendas de quatro estados; há dois foragidos

IGOR MARTINS *APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
Delegado Daniel Azevedo disse que investigação começou em 2016, após roubo de 60 cabeças de gado | Foto: Igor Martins
A Operação Piratas Boiadeiros, deflagrada pela Polícia Civil (PC) de Uberlândia, prendeu seis pessoas na segunda-feira (7) suspeitas de ligação com uma associação criminosa responsável por furtos e roubos a propriedades rurais, tendo como principal alvo cabeças de gado. A PC acredita que os criminosos atuavam nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul.

As investigações começaram no final de 2016, quando uma quadrilha roubou 60 cabeças de gado na zona rural de Uberlândia. Desde então, várias informações foram colhidas até a identificação do grupo criminoso. De acordo com o delegado Daniel Azevedo, o bando é especializado em roubo e receptação de bovinos e suínos.

“Os criminosos têm uma estrutura que chama a atenção. Eles fazem roubos estruturados, têm vigias, levantam informações do gado, repassam estas informações e trabalham com a parte de logística, como o trajeto feito pelos caminhões. Trata-se de uma associação muito especializada”, explica Azevedo.

A PC obteve informações de que um roubo seria praticado esta semana em Uberlândia, e por isso trabalha com a possibilidade de que seja uma grande organização criminosa. “A quadrilha transportava o gado para um abatedouro ou para um frigorífico. Estamos buscando informações para achar os receptadores do gado”, afirmou.

Dos oito alvos identificados pela polícia, cinco foram presos temporariamente e um homem foi preso em flagrante na cidade de Prata. Dois suspeitos estão foragidos. Um dos criminosos ainda foi assassinado, mas não se sabe o motivo ou quem foi o autor do crime. Além disso, um caminhão utilizado para remover o gado e um veículo GM Cruze foram apreendidos pela PC.


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »