08/12/2018 às 07h52min - Atualizada em 08/12/2018 às 07h52min

Tibery e Floresta decidem o título da temporada

Empate por qualquer placar levará a decisão para as cobranças de pênaltis

Partida das semifinais entre Floresta (Amarelo) e Aurora (Vilmar Silva)
O Estádio Airton Borges promete ser pequeno para os cerca de 2,5 mil  torcedores que que são esperados no templo do futebol amador de Uberlândia, na manhã deste domingo (9). A partir das 10h, Tibery e Floresta decidem o título da Divisão Especial, elite do amador, que neste ano será disputado em partida única.  Será uma decisão inédita, com duas equipes que já foram campeãs da competição.

O Tibery foi fundado em 1996 e comemorou o seu primeiro e único título da primeira divisão em 2002.  Na fase semifinal, o time da zona Leste eliminou o temido Voluntários, equipe de melhor campanha ao longo do certame.

Já o Floresta, que tirou o Aurora nas semis, foi fundado em 1946, sendo a equipe mais antiga em atividade do futebol amador e que poderá chegar ao sexto título de sua história, igualando-se ao Ypiranga, equipe licenciada e que não disputa mais competições. O Dragão da Vila Operária, como ficou conhecido, e que atualmente tem sede no bairro Minas Gerais, zona Norte, foi campeão nos anos de 1948, 1949, 1962, 1963 e 2016. Nos anos de 1964 e 1965 disputou a Segunda Divisão do Campeonato Mineiro, foi vice-campeão, mas naquela época somente o campeão é quem subia para a elite do estadual.

Antes do confronto, a Liga Uberlandense de Futebol (LUF) fará uma homenagem ao ex-presidente da entidade Luiz Antônio Carrijo, que presidiu a liga entre 1980 e 1986.  Depois da partida, será feito o cerimonial de entrega dos melhores da competição, como goleiro menos vazado, artilheiro e entrega dos troféus aos campeões.

Dentro de campo, a expectativa é de uma partida tensa e equilibrada. Com campanhas similares, a tendência é que as equipes arrisquem pouco na parte ofensiva, dando prioridade aos contra-ataques e bolas alçadas na área. Se a partida terminar empatada por qualquer placar, o título será decidido nas cobranças de pênaltis.
 
Floresta
 
No Dragão da Vila, o discurso é de humildade. Segundo o técnico Carivan Cordeiro, que comandou a equipe no título de 2016, o Floresta jogará com o coração no bico da chuteira, mas em relação ao time, segundo ele, só será conhecido minutos antes nos vestiários. “É uma final, uma grande final e vale tudo. É claro que as equipes se conhecem muito bem, mas é preciso precaução, já que o Tibery é uma grande equipe. Vamos jogar para vencer, e temos uma estratégia definida”, disse.
 
Tibery
 
Pelo lado do Tibery, o discurso segue o mesmo. O técnico Carlos Guerra faz questão de salientar que na final números das campanhas não tem mais peso e que o fator emocional será determinante. “Quem entrar em campo com mais foco e manter a concentração terá maiores chances de levar o título. É uma grande decisão, com duas equipes iguais e que podem ser campeãs. Vamos seguir de forma humilde, mas buscando o resultado”, afirmou.
 
Campanhas das equipes
 
FLORESTA
O Floresta chegou a final com a terceira melhor campanha do campeonato. São 13 jogos, 26 pontos, oito vitórias, dois empates e três derrotas. Marcou 25 gols e sofreu 14 tentos.

TIBERY
O Tibery está na final como a quarta melhor campanha do campeonato. Em 13 partidas, foram seis vitórias, seis empates e uma derrota. Marcou 24 gols e sofreu 12.
 
Ficha técnica
 
TIBERY
Renan; Ferrari, Foguete, Alemão e Rafael Assis; André, Douglas e Douglas Souza; Perereca, Lucas e Paulo Gomes.
Técnico: Carlos Guerra

FLORESTA
Douglas Alemão; Paulo Ricardo, Thiago, Junão e Rodrigo Mineiro; Fred, Guilherme Pitbull, Muller Alves e Léo Mineiro; Fábio Souza e Flávio Henrique.
Técnico: Carivan Cordeiro
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »