08/10/2018 às 09h28min - Atualizada em 08/10/2018 às 09h28min

Ruas sujas e reclamação por conta de santinhos espalhados

VINÍCIUS LEMOS
Foto: Vinícius Lemos
Proibidos de serem distribuídos desde a noite de sábado, santinhos de candidatos voltaram a sujar as portas de locais de votação neste domingo. A sujeira foi agravada pela chuva que caiu desde a noite de sábado (6) e incomodou moradores vizinhos das seções eleitorais, além dos próprios eleitores. Equipes de limpeza do Município foram mobilizadas e fizeram o recolhimento de santinhos pela manhã.

A reportagem visitou cinco locais de votação e em todos havia material de divulgação impresso espalhado, tanto nas entradas quanto no entorno. Na avenida Segismundo Pereira, próximo ao campus Santa Mônica da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), os santinhos eram facilmente encontrados. Havia pelo menos duas equipes de varredores recolhendo o lixo neste local. Segundo os próprios trabalhadores, em toda a cidade os garis foram mobilizados.

A dona de casa Marcília Gonçalves mora na avenida Belarmino Cotta Pacheco, próximo da Escola Municipal Domingos Pimentel de Ulhôa, também no Santa Mônica, e contou ao Diário que mesmo estando a duas quadras do local de votação havia santinhos espalhados perto de sua casa. “Toda vez é isso, depois a gente que tem que limpar”, afirmou. Escolas nos bairros Marta Helena e na região central também tinham papéis espalhados. “Não sei o motivo disso, a chuva ainda transformou isso aqui numa lama de papel”, disse o motorista Cícero Vieira, que ia votar na Escola Estadual Presidente Tancredo Neves.

Segundo o promotor eleitoral Lúcio Flávio Faria e Silva, o candidato que suja as ruas pode ser denunciado no site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e pode ser responsabilizado. “Mas mais do que isso, o candidato que joga santinho na rua não respeita nem a Lei Eleitoral, não deveria merecer seu voto”. Desde às 22h do sábado (6), os candidatos não poderiam distribuir esse tipo de material.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »