19/09/2018 às 07h54min - Atualizada em 19/09/2018 às 07h54min

Cruzeiro inicia mata-mata contra o Boca

TIME MINEIRO TEM A SEU FAVOR UM HISTÓRICO DE SUCESSO QUANDO ATUA FORA DE CASA EM PARTIDAS DECISIVAS

Folhapress
Jogadores do Cruzeiro participam de recreativo na Toca da Raposa II (VINNICIUS SILVA/CRUZEIRO)
Dono de um retrospecto invejável como visitante, o Cruzeiro enfrenta o Boca Juniors nesta quarta-feira, às 21h45, na Bombonera, pela partida de ida das quartas de final da Taça Libertadores da América. Embora a imponência do
estádio argentino e a pressão da torcida do Boca assustem qualquer adversário, o time mineiro tem a seu favor um histórico recente de sucesso quando atua fora de casa.

Em seus últimos quatro duelos de mata-mata, o Cruzeiro levou a melhor no campo rival. Na própria Libertadores,
superou o Flamengo por 2 a 0 no Maracanã, pelas oitavas de final, e obteve a vaga mesmo com a derrota por 1 a 0 no Mineirão. Na Copa do Brasil, tudo começou nas oitavas de final, com o placar de 2 a 1 sobre o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Nas quartas, bateu o Santos por 1 a 0, na Vila Belmiro, e se classificou na disputa
por pênaltis após perder por 2 a 1 no Mineirão. Contra o Palmeiras, ganhou por 1 a 0 no Allianz Parque e ainda espera
pela partida de volta.

“Teremos um rival difícil,uma pressão muito grande, mas temos um grupo capacitado para isso, com jogadores de experiência, um treinador com muita experiência”, afirmou o atacante Barcos. “Nos dois torneios de mata-mata, estamos fazendo as coisas bem como visitante.”

O Cruzeiro chega para o jogo completamente descansado, pois todo o time titular foi poupado no clássico contra
o Atlético-MG, domingo passado, no Mineirão - empate por 0 a 0, pelo Brasileiro. O único problema do técnico
Mano Menezes é o meia Arrascaeta. O jogador uruguaio não se recuperou de uma contusão muscular e será substituído por Rafinha.

Do outro lado, o Boca está em ascensão, após ter passado sufoco na primeira fase - só se classificou na última rodada
porque o Junior Barranquila não bateu o Palmeiras. Nas oitavas de final, o time argentino passou pelo Libertad, com triunfos por 2 a 0, em casa, e por 4 a 2, no Paraguai.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »