13/09/2018 às 08h15min - Atualizada em 13/09/2018 às 08h15min

A imprevisibilidade entra em cena

Espetáculo “Looping: Bahia Overdub” será apresentado em Uberlândia no Palco Giratório do Sesc

ADREANA OLIVEIRA
Foto: Patrícia Almeida/Divulgação
Os problemas do cotidiano e a política discutidos de forma lúdica e coletiva. Essa é a proposta do espetáculo selecionado para a 21ª edição do projeto Palco Giratório, do Sesc, que chega a Uberlândia nesta semana. “Looping: Bahia Overdub” é uma criação dos artistas baianos Filipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino. A peça é grande, foi escolhida para abrir o Festival Internacional de Teatro (FIT) de Belo Horizonte, que começa hoje e vai até dia 23.

“Os artistas saem do FIT direto para Uberlândia. Esse é um espetáculo que trata da festa como um movimento político que vem das manifestações de rua mesmo. Traz temáticas relacionadas ao sagrado e ao profano na rua, procissões, festas populares, Carnaval, tudo isso tem espaço”, disse Maria Carolina Fescina, curadora do Palco Giratório do Sesc em Minas Gerais.

A escolha do espetáculo não foi mero acaso. Em 20 anos de Palco Giratório foi identificado que há uma dificuldade maior das pessoas em conviver, em estar juntos e este é um espetáculo que depende diretamente do espectador, que participa ativamente da produção, tanto que nem há cadeiras no espaço escolhido. “Você não sabe quem é do grupo e quem não é. Todos fazem a magia acontecer, é um espetáculo delicioso que promove o diálogo com movimento e traz uma proposta estética bacana”, explicou Maria Carolina.

Ela define “Looping: Bahia Overdub” como um espetáculo vivo, que a cada apresentação ganha novas configurações. Indicado ao Prêmio Bravo! na categoria Melhor Espetáculo de Dança e considerado pelo jornal “O Globo” um dos dez melhores espetáculos de dança no Rio de Janeiro em 2016, a peça também esteve em importantes festivais.

Desde sua criação, o Palco Giratório já alcançou 5,5 milhões de pessoas. A 21ª edição destaca a (re)existência das artes por meio do circo e da luta de artistas e grupos das cinco regiões, trazendo reflexões sobre o fazer artístico e sobre o atual contexto político e social do País.

Em 2018 estão previstas 625 apresentações artísticas, 33 Aldeias e mostras regionais de arte e cultura, e mais de 1,6 mil horas de oficinas, em 132 cidades de 26 estados e Distrito Federal, realizadas por 20 grupos de 12 estados.
Além de Uberlândia, Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Paracatu, Poços de Caldas e Araxá já receberam atrações do Palco Giratório. De 27 a 30 de setembro, o circuito encerra a itinerância por Minas em Montes Claros.
 
FOMENTO
 
Além da apresentação do espetáculo, que acontece no sábado no Ponto dos Truões, Filipe, Leonardo e Rita darão oficinas gratuitas que estão com inscrições abertas até nesta quinta-feira. Tem ainda o Pensamento Giratório no qual os artistas discutem o “fazer junto” com agentes da cena local.

“Mais do que a circulação o Palco Giratório pensa na permanência. As oficinas, as trocas de experiências com a cena local é uma forma de enriquecer ambos os lados. Uberlândia tem se mostrado muito aberta para esse projeto, abraçou mesmo, tanto que esta deve ser a sétima ou oitava vez que levamos o projeto para a cidade”, afirmou Maria Carolina.

SERVIÇO
O QUE: Palco Giratório 2018 em Uberlândia

OFICINA: Looping e Overdub: pensamento sonoro e pensamento coreográfico, com Filipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino (BA)
QUANDO: amanhã (14), das 13h às 19h
ONDE: Campus Santa Mônica da UFU - Sala de Encenação - Bloco 3M
INSCRIÇÕES GRATUITAS: até hoje pelo sympla.com.br
PÚBLICO ALVO: estudantes de dança, teatro, música e interessados em geral
CLASSIFICAÇÃO: livre
VAGAS: 35

OFICINA: Práticas Colaborativas em Mediação Cultural, com Filipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino
QUANDO: amanhã (14), das 19h às 22h
ONDE: Campus Santa Mônica da UFU - Sala de Encenação - Bloco 3M
INSCRIÇÕES GRATUITAS: até hoje pelo sympla.com.br
PÚBLICO ALVO: estudantes de dança, teatro, música e interessados em geral
CLASSIFICAÇÃO: livre
VAGAS: 35

PENSAMENTO GIRATÓRIO: Como fazer juntos, com Filipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino
QUANDO: sábado (15), das 9h às 11h
ONDE: Campus Santa Mônica da UFU - Sala de Encenação - Bloco 3M
DURAÇÃO: 120 minutos
CLASSIFICAÇÃO: livre
ENTRADA GRATUITA: espaço sujeito a lotação
 
ESPETÁCULO: Looping: Bahia Overdub, com Filipe de Assis, Leonardo França e Rita Aquino
QUANDO: sábado (15), às 17h
LOCAL: Ponto dos Truões (Av. Ana Godói de Souza, 381, Santa Mônica)
DURAÇÃO: 90 minutos
CLASSIFICAÇÃO: 16 anos
ENTRADA FRANCA: retirada de ingressos 1h antes da sessão na bilheteria do local
INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO: 35-2101-8950
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »