29/08/2018 às 08h34min - Atualizada em 29/08/2018 às 08h34min

Mostra de Inovação traz 65 projetos

Atividade faz parte do Cities 2018 que acontece até sexta (30) em Uberlândia

NÚBIA MOTA
Expositor controla mecanismo interno de prótese impressa | Foto: Núbia Mota
Mais de 65 projetos de startups, universidades e empresas, com foco na sustentabilidade e tecnologia, podem ser conhecidos até as 19h desta quarta-feira (29), na Casa Garcia, no bairro Granja Marileusa. A Mostra de Inovação é uma das atrações do Congresso Internacional de Tecnologia, Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade (Cities 2018), que segue até sexta (30), em Uberlândia. Já a mostra acaba nesta quinta e tem entrada gratuita.

Em um dos estandes da Faculdade Pitágoras está o projeto de Gestão Integrada de Resíduos Eletroeletrônicos (Giree), que consiste, por exemplo, na reutilização de placas de computadores e de celulares, onde são encontrados vários materiais poluentes, como plástico, zinco e metais preciosos. “O que pode ser reciclado, passamos para empresas parceiras, e o que não pode é transformado em óxido de cobre, que pode ser usado em empresas de cerâmica, para coloração de pisos e telhas, por exemplo”, disse Fabiana Dias de Oliveira, formanda em Engenharia Ambiental.

Outro trabalho presente na Mostra de Inovação é uma prótese de braço impressa em formato 3D, que permite a movimentação de cotos amputados a partir de estímulos musculares. O que diferencia o projeto de outros semelhantes é o baixo custo dos materiais utilizados, o que torna o produto mais acessível, equivalente a uma prótese sem movimentação. Rogério de Araújo, professor de Engenharia da Faculdade Una, disse que todos os materiais usados no protótipo apresentado durante a mostra não custaram mais do que R$ 100. “Se conseguirmos escalar isso aqui, vai ser bem barato também. A ideia surgiu depois que um colega, que é amputado, nos procurou. Um aluno desenvolveu a ideia e hoje damos continuidade”, afirmou Rogério.

Outros alunos da mesma instituição, mas do curso de Engenharia de Controle e Automação, criaram um semáforo inteligente, que identifica, por meio de GPS e o acionamento de sirene ou giroflex, carros de polícia, bombeiros e ambulância, como forma de dar um fluxo mais rápido e seguro ao trânsito. O estudante Álvaro Santana Santos disse que o projeto pode ainda salvar vidas em casos mais urgentes. “Não existe ainda no Brasil e se for implementado, pode melhorar bastante o trânsito”, disse o universitário.
 
SERVIÇO
A Mostra de Inovação acontece até hoje, às 19h, na Casa Garcia, avenida Maria Silva Garcia, 402, Granja Marileusa. A entrada é gratuita.
O Cities 2018 segue até quinta-feira (30). Interessados no evento devem fazer inscrição, que custa R$ 100.
Mais informações: http://citiesbrasil.com/
 
 Alguns outros projetos expostos na Mostra de Inovação:
- Planta PET: Produto de sensoriamento da umidade do solo, temperatura e umidade do ar que permite a interação física com a planta. É uma proposta de reaproximar as pessoas da natureza. Os dados coletados são enviados a um aplicativo mobile que faz o gerenciamento e interação virtual.
 
- Aeroponia, Sensoriamento e Monitoramento: Solução com tecnologia voltada para a agricultura de precisão, que faz controle de cultivo no processo de aeroponia, que visa reduzir custos e aumentar a produtividade no campo.
 
- Automação residencial - Google Assistente: um produto de automação residencial que utiliza o “Assistance Google” para melhorar a experiência do usuário ou se adaptar a diferentes especificidades, como pessoas com limitações físicas.
 
- Logística 4.0 e robótica: Um sistema automático de coleta de produtos em armazém com base na identificação por radiofrequência que pretende substituir a coleta manual por um sistema automatizado, diminuindo o tempo de recolhimento dos produtos e aumentando a produtividade.
 
- Sensoriamento de Gás: Tecnologia para implantação de um sistema automático de sensoriamento de gás que envia notificações para um ou vários usuários remotos em caso de aumento da concentração e sinal sonoro.
 
- Redes Neurais/Exame de fundo de olho: Programa que propõe a utilização de Redes Neurais para classificar exames de fundo de olho e detectar veias e vasos sanguíneos sem intervenção humana.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »