10/08/2018 às 08h05min - Atualizada em 10/08/2018 às 08h05min

Blitz educativa reforça prevenção a queimadas

DA REDAÇÃO
São 90 quilômetros que separam as cidades de Uberlândia e Romaria. Distância que, a cada ano, se transforma num percurso de gratidão e devoção. Além da fé, a preocupação com o meio ambiente também deve ser companhia daqueles que percorrem a BR-365 até a igreja de Nossa Senhora da Abadia.

Ações conjuntas envolvendo vários órgãos ambientais, de segurança e prestação de serviço têm contribuído para orientar os peregrinos. Hoje, a partir das 16h, acontece uma blitz educativa na Comunidade Olhos D'Água, às margens da rodovia.
Desde o início do período de estiagem, em junho, órgãos do poder público e representantes da sociedade civil se reúnem para traçar ações de combate a queimadas em áreas urbanas e florestais. “É preciso fazer com que as pessoas entendam qual sua responsabilidade nesse processo, já que as queimadas prejudicam o meio ambiente e para a população. A fuligem, a fumaça, todo esse malefício que nos afeta reflete diretamente no bem-estar de todos”, ressaltou o assessor técnico da secretaria de Meio Ambiente, Anderson Alves de Paula.

O descarte irregular de lixo e objetos influencia diretamente na quantidade de focos de incêndio nesse período do ano. Assim, bitucas de cigarros, fósforos, papéis, vidros e espelhos podem iniciar queimadas na vegetação seca, se alastrando de forma ainda mais rápida. Além disso, o fogo também pode causar impactos na fauna, atingindo animais em seu habitat natural, além de prejudicar a saúde pública, uma vez que a fuligem gerada afeta diretamente o sistema respiratório.

“Precisamos conscientizar sobre a importância de manter a segurança e a preservação ambiental, ainda mais nesse período, quando muitos percorrem a rodovia rumo à Romaria. É uma época em que vários peregrinos param para descansar, optam por acender uma fogueira para se aquecer, e é preciso que estejam atentos, inclusive para evitar o descarte irregular de lixo às margens da rodovia”, alertou a diretora de Desenvolvimento Ambiental do Município, Lorena Crepaldi.

Além de órgãos da Prefeitura, a blitz educativa conta com a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 36º Batalhão de Engenharia Mecanizado, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Câmara Municipal, Instituto Estadual de Florestas (IEF) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »