06/08/2018 às 09h48min - Atualizada em 06/08/2018 às 09h48min

Câmbio automático para todos

Versões automáticas de Gol e Ka se destacam pelo baixo consumo

FOLHAPRESS
Desde a semana passada, 60% dos carros compactos feitos no Brasil já podem ser equipados com câmbio automático, antes restrito a veículos mais caros. Os novos integrantes dessa lista são o Ford Ka e o Volkswagen Gol, que passaram pelo teste da reportagem. Ambos são equipados com a caixa de seis marchas produzida pela japonesa Aisin. Cada montadora adota seu próprio ajuste fino. A medição de consumo prova que a evolução dos motores consegue compensar o gasto normalmente mais alto dos veículos automáticos.

O compacto 2019 da Ford foi mais econômico que a antiga versão 1.5 com câmbio manual. Na estrada, o consumo com gasolina foi de 18,5 km/l na versão nova ante 16,2 km/l obtido pelo antecessor. Em trechos rodoviários, o novo Gol 1.6 flex automático (116 cv) fez a média de 19,1 km/l com gasolina. É melhor até que o alcançado pela versão 1.0 (85 cv) atual, que registrou 17,9 km/l na mesma condição de uso.
O Ka veio para o teste na versão SE Plus (R$ 59 mil). O tecido dos bancos é idêntico ao do modelo anterior, o que passa a impressão de que tudo se mantém como antes. Contudo, a alavanca da caixa automática não deixa dúvidas de que o Ford está diferente. O motor Dragon 1.5 flex de três cilindros também é novidade na linha. Rende 136 cavalos e trabalha em silêncio, sem vibrações.

As marchas bem escalonadas não deixam o novo Ka perder o pique em ladeiras íngremes e ultrapassagens. A versão 1.5 anterior tinha quatro cilindros e 110 cv. Por fora, há novos para-choques e grade oval com frisos cromados igual a dos Fords mais caros. Só quem se interessa muito por carros vai perceber as mudanças.
As qualidades estão da porta para dentro. Pela primeira vez, o Ka pode ser equipado com seis airbags, disponíveis nas versões SEL e Titanium. A versão SE Plus testada vem com central multimídia Sync 3 de série, que tem GPS e tela colorida sensível ao toque. Há também ar-condicionado, vidros elétricos e direção com assistência elétrica.

A montadora americana espera que, com a nova opção de câmbio, o compacto seja capaz de brigar pela liderança do mercado. "Nossa venda era de vice-líder, muitos clientes procuravam o Ka, mas esse interesse não se convertia em vendas pela falta do câmbio automático", diz Mauricio Greco, diretor de marketing da Ford.
Hoje, o Ka é o segundo modelo mais vendido do país, atrás do Chevrolet Onix. Assumir a ponta não é tarefa simples, e o Volkswagen Gol também sonha retomar seus dias de glória.
Em seus 38 anos de mercado em diferentes gerações, é a primeira vez que o compacto da marca alemã tem um câmbio automático tradicional.
A caixa iMotion usada anteriormente até dispensava o pedal de embreagem, mas o sistema automatizado estava longe de oferecer trocas suaves. O motorista precisava reaprender a dirigir para não arrancar aos solavancos.
 
 
Volks
Na estrada, a firmeza do Gol torna a condução mais esportiva. O Volks se comporta um pouco melhor nas curvas em comparação ao modelo Ford, cujo ajuste de suspensão prioriza o conforto.
Na cidade, vantagem para o Ka. A posição de dirigir é mais cômoda e há melhor aproveitamento de espaço. Além disso, todos os ocupantes têm direito a cintos com três pontos de fixação -no Gol, o do assento do meio é abdominal.
Embora custe mais e mantenha o desenho de antes, o hatch da Ford mostra que subiu de nível na linha 2019. O Gol continua sendo confiável e o câmbio automático lhe cai bem, mas os dez anos de projeto e a falta de itens de segurança o colocam em segundo lugar nesta avaliação.
 
 Ford Ka SE Plus AT
Preço R$ 59 mil
Motor dianteiro, transversal, flex, três cilindros, 1.499 cm³
Potência 136 cv (e) e 128 cv (g) a 6.500 rpm
Torque 16,1 kgfm (e) e 15,6 kgfm 4.750 rpm
Transmissão tração dianteira, câmbio automático de seis marchas
Peso 1.108 quilos
Porta-malas 257 litros
Pneus 195/55 R15
Aceleração (0 a 100 km/h) 11s (e) e 11,9s (g)
Retomada (80 a 120 km/h) 8,3s (e) e 9,6s (g)
Consumo urbano 8,1 km/l (e) e 11,1 km/l (g)
Consumo rodoviário 14,1 km/l (e) e 18,5 km/l (g)
Comprimento 3,94 metros
Entre-eixos 2,49 metros
Largura 1,70 metro
Altura 1,53 metro
 
VW Gol 1.6 AT
Preço R$ 54,6 mil
Motor dianteiro, transversal, flex, quatro cilindros, 1.598 cm³
Potência 117 cv (e) e 110 cv (g) a 5.750 rpm
Torque 16,5 kgfm (e) e 15,8 kgfm 4.000 rpm
Transmissão tração dianteira, câmbio automático de seis marchas
Peso 1.026 quilos
Porta-malas 280 litros
Pneus 195/55 R15
Aceleração (0 a 100 km/h) 11,6s (e) e 12,8s (g)
Retomada (80 a 120 km/h) 8,3s (e) e 9,9s (g)
Consumo urbano 7,3 km/l (e) e 11,8 km/l (g)
Consumo rodoviário 14,1 km/l (e) e 19,1 km/l (g)
Comprimento 3,90 metros
Entre-eixos 2,47 metros
Largura 1,66 metro
Altura 1,46 metro
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »