17/07/2018 às 10h07min - Atualizada em 17/07/2018 às 10h07min

Cruzeiro cede empate ao Atlético-PR no fim, mas avança na Copa do Brasil

FOLHAPRESS

Arrascaeta marca gol com a camisa celeste depois de retorno da Copa do Mundo (Folhapress)

O Cruzeiro apenas empatou com o Atlético-PR por 1 a 1 na noite desta segunda-feira (16), no Mineirão, mas garantiu a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil. O resultado dá a vaga aos mineiros porque o time havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1 na Arena da Baixada. Arrascaeta e Bergson marcaram os gols.Agora, os mineiros enfrentarão o Santos, em 1º de agosto, na Vila Belmiro. O Santos se classificou ao bater a Luverdense nas oitavas de final da competição nacional. O jogo de volta ocorre em 15 do mesmo mês, no Mineirão.

Arrascaeta voltou a jogar pelo Cruzeiro na noite desta segunda-feira (16). Depois de defender o Uruguai na Copa do Mundo, o meia-atacante entrou muito bem em campo e foi o grande nome do duelo, sobretudo pelo gol anotado nos minutos finais do segundo tempo.A movimentação do camisa 10 é o fato mais destacado, além da bola na rede. Ele se movimentou pelos dois lados do campo e criou boas chances para a equipe marcar, mas os homens de frente não estavam em uma noite inspirada.

De Arrascaeta não entrava em campo pelo time desde 22 de maio passado, quando o Cruzeiro venceu o Racing por 2 a 1 pela fase de grupos da Copa Libertadores da América. Já Thiago Neves esteve longe de mostrar o futebol que o transformou em ídolo do Cruzeiro na partida desta segunda. O camisa 30 não produziu ofensivamente, foi quem menos ficou com a bola no time de Mano Menezes e acertou apenas 13 passes em campo.O lance mais chamativo do jogador foi uma falta em Raphael Veiga, no primeiro tempo. Na ocasião, ele recebeu cartão amarelo por acertar o rival sem a bola. Não é à toa que deixou o gramado para a entrada de Raniel aos 16 minutos do segundo tempo.

A etapa inicial do jogo entre Cruzeiro e Atlético-PR foi muito pobre do ponto de vista técnico. Não faltou luta de ambos os lados, mas produtividade ofensiva deixou a desejar. O primeiro chute a gol do jogo ocorreu aos 36min do primeiro tempo. Pablo saiu em velocidade pelo lado direito e finalizou rasteiro para Fábio fazer a defesa. O Cruzeiro só chutou a gol aos 43min. Rafael Sóbis mandou de fora da área e exigiu ótima defesa de Santos.

Hernán Barcos assinou com o Cruzeiro na última terça-feira, sendo apresentado à imprensa na sexta seguinte. O centroavante que assinou por um ano assistiu ao confronto de um camarote do Mineirão. Ele viu a partida ao lado do presidente Wagner Pires de Sá, da esposa Giuli Cunha e do compatriota Federico Mancuello. Outros membros da diretoria estavam no mesmo ambiente. Durante o intervalo, o argentino de 34 anos vestiu a camisa 28 e foi a campo para cumprimentar os torcedores. O encontro contou com a presença de mascotes do clube e também do mandatário.

Antes do jogo começar, Rafinha foi homenageado por completar cem partidas com a camisa do Cruzeiro. No clube desde junho de 2016, ele alcançou esta marca no revés para o Corinthians, por 2 a 0, no Mineirão. O jogo era um amistoso preparatório para o restante da temporada e ocorreu durante a paralisação para a Copa do Mundo 2018. O atacante recebeu uma placa comemorativa das mãos de Wagner Pires de Sá, presidente do Cruzeiro.

A vaga nas quartas de final da Copa do Brasil dá R$ 3 milhões aos cofres do Cruzeiro. Em notória crise financeira, o clube fatura o valor e consegue um respiro nas contas. O montante é entregue a todos os times que conseguiram classificação para as quartas de final do torneio nacional.

Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Cartões amarelos: Thiago Neves, Raniel (C); Bruno Guimarães, Renan Lodi (A)
Gols: Arrascaeta (C), aos 40 min do 2º tempo; Bergson (A), aos 46 min do 2º tempo

CRUZEIRO
Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Arrascaeta e Thiago Neves (Raniel); Rafinha (Robinho) e Rafael Sóbis (David). T.: Mano Menezes

ATLÉTICO-PR
Santos; Jonathan (Bergson), Paulo André, Thiago Heleno e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González (Marcinho) e Matheus Rossetto; Nikão, Raphael Veiga (Guilherme) e Pablo. T.: Tiago Nunes

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »