25/05/2018 às 18h02min - Atualizada em 25/05/2018 às 18h02min

Justiça solta 4 dos 9 servidores do Dmae presos pela Poseidon

DA REDAÇÃO
  
O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) concedeu, nesta sexta (25), habeas corpus a quatro dos nove detidos durante a terceira fase da operação Poseidon, desencadeada em Uberlândia e Araguari na última quinta-feira (24) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Dentre os beneficiados estão David Thomaz Neto e Carlos Henrique Lamounier Borges, que são, respectivamente, ex-diretor técnico e ex-diretor presidente do Departamento Municipal de Água e Esgoto de Uberlândia (Dmae).

O pedido de habeas corpus foi ingressado pela defesa de Thomaz, que também é ex-vereador de Uberlândia.  Na decisão, a soltura foi estendida ao engenheiro João Paulo Voss e ao proprietário da Araguaia Engenharia, Daniel Vasconcelos Teodoro.  Todos eles já foram alvos de fases anteriores da Operação Poseidon, que investiga desvios de recursos públicos em contratos de obras do Dmae.

Até a tarde desta sexta, permanecia preso o atual diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgoto, Cláudio Paes de Almeida, além de três empresários e uma ex-funcionária da Araguaia Engenharia.

A terceira fase da operação investiga desvios de verbas que podem chegar a R$ 12 milhões em obras do Dmae de Uberlândia. As prisões ocorreram após indícios dos crimes de formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »