16/05/2018 às 17h38min - Atualizada em 16/05/2018 às 17h38min

Paratleta do Praia, Juan Souza disputa torneio na Europa

ÉDER SOARES | REPÓRTER
O técnico Alexandre Vieira e o paratleta Juan Souza viajam sábado | Foto: Ascom/Praia
 
Em busca de representar o Brasil pela segunda vez em Jogos Paralímpicos, agora em Tóquio 2020, o nadador do Praia Clube Ruan Souza, de 26 anos, está de malas prontas para Lignano Sabbiadoro (Itália), onde entre os dias 23 e 26 deste mês estará junto com a Seleção Brasileira na primeira etapa do World Series. Logo em seguida, ele partirá para Sheffield (Inglaterra) para a disputa da segunda etapa do torneio, entre os dias 31 de maio e 3 de junho. O World Series funcionará também como seletiva para o Parapan-Pacífico 2018, que ocorrerá em agosto, na Austrália.

Além de Ruan, o técnico praiano Alexandre Vieira também estará presente nas competições como um dos treinadores do time brasileiro. Os praianos embarcam para São Paulo (SP) na próxima sexta-feira (18), onde se encontrarão com os demais integrantes da Seleção. A viagem para a Europa acontece no sábado (19). Na Itália, o nadador competirá nas provas de 100m peito, 100m livre e 50m livre. Já na Inglaterra, o praiano estará na disputa dos 100m peito, 200m medley e 400m livre.

“São duas etapas importantes em minha preparação e espero conseguir vencer nas duas etapas, apesar de saber do alto nível dos adversários, mas eu venho me preparando muito bem e espero conseguir superar as minhas antigas marcas”, disse Ruan, que foi medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, competindo no Revezamento 4x100 medley.

O técnico Alexandre Vieira garante que Ruan tem tudo para conseguir grandes resultados. "Estamos muito felizes com as convocações e em representar o Praia Clube e a Seleção Brasileira. O Ruan teve uma excelente participação no Open Brasil, há três semanas, e está em ótima fase de desempenho e resultados”, afirmou Vieira.

2017

Em dezembro, na Cidade do México, Ruan de Souza faturou duas medalhas de ouro nos 100m Peito (classe SB9) e no Revezamento 4x100m Medley, ao lado dos nadadores Daniel Dias, mito mundial das piscinas paraolímpicas, André Brasil e Phelipe Rodrigues. Foi o primeiro mundial absoluto na carreira do atleta.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »