29/04/2018 às 09h39min - Atualizada em 29/04/2018 às 09h39min

Cláudio Hannibal sobe ao octógono do UFC Liverpool

Atleta uberlandense não luta desde 2014, quando venceu pelo evento da franquia disputado na cidade natal

ÉDER SOARES | REPÓRTER
 
Depois de quatro anos sem pisar num octógono do Ultimate Fighting Championship (UFC), o uberlandense Claudio Hannibal voltará a lutar pela maior franquia do Artes Marciais Mistas (MMA) mundial. Livre de uma lesão que atravancou sua carreira, o lutador de 35 anos fará o seu terceiro combate pelo UFC. Ele enfrentará o canadense Nordine Taleb, de 37 anos, no card principal do UFC Fight Night Liverpool, programado para o dia 27 de maio. A última luta de Hannibal pela sua categoria, meio-médio (até 77 kg), aconteceu no dia 9 de novembro de 2014, no UFC Uberlândia, na Arena Sabiazinho. Ele venceu o britânico Leon Edwards por decisão dividida. 

A estreia de Hannibal no maior evento mundial do MMA aconteceu em março de 2014, quando ele bateu o também britânico Brad Scott, no UFC de Londres, outra vitória por decisão dividida. Hannibal tem no cartel um total de 11 vitórias e uma derrota por desclassificação. Segundo ele, que treina na Inglaterra, o seu adversário é experiente e difícil de bater. Os dois oponentes deveriam ter se enfrentado em Uberlândia, mas Taleb sofreu uma lesão às vésperas do evento e acabou cortado.

“É um cara duro, mas não o temo de jeito nenhum. Como fiquei muito tempo parado vou para essa lutar com tudo e não quero dar chances a ele. Fiz isso em minhas lutas anteriores e sempre consegui vencer. Ele (Taleb) sempre treinou com grandes nomes, como o Anderson Silva, mas isso não diz nada. Eu sempre entrei como azarão, mas sempre saí como vencedor”.

A expectativa de Hannibal é que depois do UFC Liverpool, ele possa assinar um novo contrato para a realização de mais quatro lutas pelo UFC. “Fiz duas lutas e venci as duas. Meu empresário, Alex Davis, tem força. Eu devo renovar com por mais quatro lutas. Nunca dei nenhum problema para a organização e estou tranquilo neste sentido”.

Quando perguntado se ainda persiste o sonho de um dia lutar pelo cinturão do UFC, Hannibal é claro e responde sem baixar a guarda.

“Eu vou lutar pelo cinturão, não tenho dúvidas disso. Não nasci para ser coadjuvante, eu nasci para ser o campeão. Somente os fracassados não acreditam neles mesmos. Esse papo de que eu entro para participar não existe. Não tenho dúvidas que conseguirei o que eu quero. Temos campeão no UFC com 41 anos. Idade está somente nas cabeças das pessoas. Acho que essa ideia de que atleta com mais de 30 anos já é velho para o esporte, é papo furado. Sempre faço tudo para ser o melhor”.

COMEÇO

Chegar ao maior evento de MMA do mundo não foi nada fácil para Claudio Hannibal e nem aconteceu do dia para a noite.  A infância foi dura e sofrida, vivida no bairro Tocantins, zona oeste de Uberlândia, local com alto índice de homicídios e em boa parte tomado pelo tráfico de drogas.

"Vi muitos dos meus amigos morrendo em função do tráfico e uso de drogas. Mas eu sabia que tinha algo melhor guardado para mim e que precisava lutar para não ter o mesmo fim dos meus amigos", disse Hannibal.

Ele ao MMA por meio de um esporte fundamental e básico para quem quer iniciar neste esporte. Cláudio iniciou no jiu-jitsu, no qual ganhou campeonatos em nível regional, nacional e internacional. "Chegou um momento em que conheci o MMA e de cara identifiquei que era o esporte certo para eu seguir. Tomei a decisão correta".

Assim que se aposentar das Artes Marciais Mistas, o lutador pretende realizar um sonho antigo, que é o de abrir uma instituição para cuidar de crianças e adolescentes carentes. "Como eu tive boas oportunidades, quero também propiciar isso para outras pessoas. Muitos não querem a vida do crime, mas para fugirem disso precisam ter oportunidades. Quero e vou ajudar dessa forma".

O apelido "Hannibal" e o uso da máscara quando da entrada para as lutas, veio por acaso, por indicação de um tio de Cláudio. Tudo foi inspirado no filme do personagem Hannibal Lacter. "Meu tio achava que se eu colocasse a máscara iria chamar muito a atenção e que impressionaria os adversários. Eu vi o filme e gostei muito das cenas em que o personagem coloca a máscara. Acabou dando certo".

ADVERSÁRIO

Concorrente de Claudio Hannibal no UFC de Liverpool, Nordine Taleb tem 37 anos e tem um pouco mais de experiência . Ao todo, o canadense fez 17 lutas com 13 vitórias, sendo seis por nocaute, sete por decisão dividida e sofrido quatro derrotas. Pelo UFC, a primeira luta aconteceu em 2013, quando perdeu para o australiano Tyler Manawaroa por decisão unânime. A exemplo de Hannibal, Taleb também acumula duas vitórias consecutivas no UFC, ambas no ano passado. O canadense superou Oliver Enkamp, por pontos e, em dezembro, nocauteou Danny Roberts com 59 segundos de combate.

Cartel dos Lutadores

Hannibal

Nome: Claudio Henrique da Silva
Apelido: Hannibal
Altura: 1,80m
Peso: 83 kg
Nascimento: 06/09/1982
Cidade: Rondonópolis (MT)
Vitórias: 11
Derrota: 1
Vitórias por nocaute: 2 (18%)
6 Finalizações (55%)
3 Decisões dos juízes (27%)
 
Nordine Taleb
 
Nome: Nordine Taleb
Altura: 1,85m
Peso: 77 kg
Nascimento:10/06/1981
Cidade: Montreal (Canadá)
Vitórias: 14 Vitórias
Derrotas: 4
Vitórias por nocaute: 7 (50%)
0 Finalizações (0%)
7 Decisões dos juízes (50%)
 
UFC Fight Night

27 de maio, em Liverpool (Inglaterra)
 
Peso-meio-médio: Darren Till x Stephen Thompson
Peso-meio-médio: Gunnar Nelson x Neil Magny
Peso-médio: Daniel Kelly x Tom Breese
Peso-médio: Eric Spicely x Darren Stewart
Peso-médio: Elias Theodorou x Trevor Smith
Peso-galo: Lina Lansberg x Gina Mazany
Peso-pena: Jason Knight x Makwan Amirkhani
Peso-pena: Arnold Allen x Mads Burnell
Peso-meio-médio: Brad Scott x Salim Touahri
Peso-meio-médio: Cláudio Hannibal x Nordine Taleb
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »