12/04/2018 às 16h22min - Atualizada em 12/04/2018 às 16h22min

Governo anuncia criação de base aérea em Uberaba

DA REDAÇÃO
Helicóptero ficará à disposição do Corpo de Bombeiros em base de Uberaba | Foto: Agência Minas/Divulgação
 
O governo de Minas Gerais anunciou, na noite de quarta-feira, a criação de duas bases aéreas nos municípios de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, e Uberaba, além da ampliação da base de Montes Claros, no Norte do Estado. As unidades criadas receberão novos helicópteros, que em Uberaba ficarão à disposição do Corpo de Bombeiros para serviços de resgate e segurança pública.

“Com esta expansão, serão oito as bases aéreas cobrindo todas as regiões do estado”, disse o governador Fernando Pimentel.

A instalação das bases compõe uma estratégia de ampliação da cobertura da malha aérea de Minas Gerais, seguindo o conceito multimissão, em que as aeronaves cobrem determinada região do estado com serviços nas áreas de segurança pública, atendimento de emergências de saúde, transporte de órgãos, resgastes, prevenção e combate a incêndios, dentre outros serviços.

Para a criação das bases, serão distribuídos três helicópteros Esquilo, sendo que já a partir de maio próximo será instalada a base aérea multimissão no município de Governador Valadares.

Também em maio será criada a base aérea situada em Uberaba, com um helicóptero, visando cobrir, prioritariamente, as regiões do Triângulo Mineiro e Noroeste do estado.

A gestão do emprego das aeronaves caberá ao Comando de Aviação do Estado (Comave), órgão criado para centralizar e otimizar o gerenciamento da frota aérea do Estado, composta por aeronaves do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, do Gabinete Militar do Governador, da Polícia Civil, da Polícia Militar, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

As oito bases aéreas, cobrindo todas as regiões de Minas Gerais, representam maior capacidade de resposta às demandas de segurança pública, saúde, meio-ambiente e outras que demandem a utilização de aeronaves, reduzindo-se o tempo de atendimento em situações emergenciais.

Entre ações previstas nas bases aéreas estão a de resgate, transporte de órgãos para transplantes e suporte à vida, em que a resposta rápida propiciada pelo transporte aéreo é fundamental.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »