23/03/2018 às 23h12min - Atualizada em 23/03/2018 às 23h12min

Em jogo disputado, Praia bate o Osasco e larga na frente

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Dentil/Praia Clube teve frieza para superar erros, ganhar o tie-break e vencer a partida | Foto: Ascom/Praia

Em uma partida emocionante, o Dentil/Praia Clube levou a melhor sobre o Osasco no primeiro jogo das semifinais da Superliga Feminina de Vôlei. Na noite desta sexta-feira (23) na Arena Praia, as uberlandenses fizeram 3 sets a 2 sobre as paulistas na base da superação, e depois de começar perdendo o set decisivo por 4 a 0. As parciais foram 23/25, 25/19, 25/23, 25/27 e 15/13. Fernanda Garay, do Praia, foi eleita a melhor jogadora e levou para casa o troféu Viva Vôlei.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira (26), às 19h, no ginásio José Liberato, em Osasco. As semifinais estão sendo disputadas em melhor de cinco jogos. Se o Praia voltar a vencer, ficará a uma vitória da grande final.

"Foi um jogo como esperávamos, com muitas alternâncias. Mas acho que poderíamos ter decidido a partida no quarto set se não fossem algumas escolhas erradas nossas, mas que também não justificam o nosso descontrole no início do tie-break. Vamos ter de descansar agora, analisar nossos erros e partir para mais uma batalha", disse o técnico Paulo Coco após a partida.

SETS

O jogo começou e o Osasco, forçando o saque, principalmente na passagem de Tangará, abriu 4 a 2.  Em duas passagens de Claudinha, o Praia empatou o jogo (8 a 8).  Mais uma vez, as donas da casa voltaram a errar muito, o que propiciou ao Osasco abrir 18 a 12 sem muitos problemas. Embalado pela força da torcida, o Praia correu atrás, encostou (24 a 23), mas não foi suficiente e o Osasco fechou em 25 a 23.

No segundo set, o Praia voltou com um bom volume de jogo. Com ataques precisos de Fernanda Garay e Fawcett, abriu 5 a 1. O bloqueio uberlandense irritava o Osasco, que já não tinha a mesma facilidade no ataque. Dessa forma, mais equilibrado no jogo, o Praia abriu 15 a 7.  Mesmo com uma breve reação paulista, o Praia teve frieza suficiente para frear os ataques de Tandara e vencer por 25 a 19.

O terceiro set começou com muito equilíbrio e os ataques soltando o braço (4 a 4).  A variação de jogadas das duas equipes chamou a atenção, mas o Praia foi mais efetivo e ficou na frente (17 a 14). Fernanda Garay, em uma bola de contra-ataque, fez 25 a 23, fechando o set.

No quarto set, o desafio de vídeo foi utilizado duas vezes logo nos três primeiros pontos e cada equipe acabou vencendo um, com 2 a 1 no placar para o Praia. Utilizando muito os ataques pelas pontas, o Osasco passou a frente do placar, mas rapidamente o Praia reagiu e retomou a dianteira (9 a 6). O jogo de paciência entre as equipes fez a disputa ser ponto a ponto. Mas com polêmicas na arbitragem, em um lance de azar de Waleska, o Osasco fechou o set em 27 a 25.

No tie-break, se aproveitando das falhas da recepção praiana, o Osasco abriu 4 a 0. Na base dos gritos de "Eu acredito" da torcida, o Praia reagiu e diminuiu a vantagem adversária (11 a 10).  Em um bloqueio de Fabiana, o Praia empatou (13 a 13).  No último ponto, depois de mais um bloqueio praiano, Fabiana fez 15 a 13, dando a vitória ao Praia por 3 sets a 2.
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »