05/03/2018 às 19h11min - Atualizada em 05/03/2018 às 19h11min

Comunidades ganham nova tecnologia em aquecedores

Cemig testa equipamento que pode reduzir até 30% da conta de luz

AGÊNCIA MINAS | BELO HORIZONTE
Equipamentos serão instalados em 400 casas com um investimento de R$ 900 mil | Foto: Arquivo Cemig

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) iniciou os testes de uma nova tecnologia em aquecedores solares que pode permitir a redução de até 30% na conta de luz. Os equipamentos para aquecimento de água são mais leves e compactos que os comuns e estão sendo implementados em 400 casas de comunidades carentes de Belo Horizonte e Contagem, na Região Metropolitana.

De acordo com a Cemig, é previsto um investimento de R$ 900 mil para a implantação do sistema, que permite a redução da energia consumida em até 40 kWh por mês.

O sistema de aquecimento é formado por um dispositivo de captação de raios solares interligado ao chuveiro elétrico. Toda a estrutura, incluindo o reservatório de 160 litros, pode ser instalada em telhados, lajes e em postes de eucaliptos externos às residências.

“O modelo convencional do sistema de aquecimento solar exige custos elevados e uma estrutura de alvenaria robusta para suportar os equipamentos, o que tem dificultado o acesso por moradores de comunidades”, disse o coordenador do projeto, Cristiano Magalhães Costa.

Com o intuito de potencializar os benefícios do sistema de aquecimento para água, a Cemig também orienta os consumidores quanto às formas corretas de utilização. Na comunidade Vila Ipê, em Belo Horizonte, Benedito Ramos da Silva já recebeu os equipamentos e tem boas expectativas em relação ao uso dos recursos disponibilizados: “Estou muito satisfeito com a iniciativa, foi um presente para minha família”, afirmou.

A ação faz parte do Programa Energia Inteligente, que desde 2015 já instalou mais de 15 mil aquecedores solares em conjuntos habitacionais de todo o Estado.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »