03/03/2018 às 05h41min - Atualizada em 03/03/2018 às 05h41min

Inca prevê mais 75 mil casos de câncer urológico

DA REDAÇÃO
Ações de combate ao câncer de próstata são promovidas em função do Novembro Azul | Foto: Araípedes Luz/Secom/PMU
 
O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que em 2018 o Brasil terá 75 mil novos casos de tumores urológicos, que afetam a próstata, pênis, testículos, rins ou bexiga. Somados, esses tumores correspondem a 35% do número total de casos de câncer que devem acometer a população masculina.

"O estágio e a agressividade da doença, a idade e as doenças pré-existentes são fatores que podem ser determinantes para definir o tratamento”, disse Daniel Vargas Pivato de Almeida, médico do Centro Oncológico da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

O câncer de próstata, que representa mais de 90% dos novos tumores do aparelho geniturinário estimados para 2018 no Brasil, pode ser tratado por meio de cirurgias, radioterapia e a associação desses dois recursos com o apoio de medicamentos.

As intervenções cirúrgicas pela via aberta ou por vídeo para retirada da próstata são tratamentos realizados com frequência. Nos últimos anos, vem sendo cada vez mais utilizados robôs cirúrgicos nos procedimentos.

"Estudos defendem que as cirurgias robóticas causam menor perda sanguínea e dores menos intensas após a cirurgia, bem como a redução do período de internação e recuperação pós-operatória", disse Pivato.

A radioterapia, que consiste na emissão de radiação sobre as células cancerosas, também é uma alternativa terapêutica para o câncer de próstata. A atualização dos equipamentos e o trabalho conjunto das equipes multidisciplinares envolvendo radiologistas, oncologistas clínicos e cirurgiões diminuíram significativamente os efeitos colaterais desse tipo de tratamento.

O câncer de bexiga, o segundo na lista dos tumores urológicos mais incidentes, com previsão de 7 mil casos para 2018 no Brasil, tem a cirurgia como principal método de tratamento. Em alguns casos, a aplicação local de medicamentos também pode ser adotada.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »