28/02/2018 às 17h14min - Atualizada em 28/02/2018 às 17h14min

CDL inicia campanha para renegociações

DA REDAÇÃO

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Uberlândia (CDL) começa nesta quinta a campanha “Negocie seu Débito”, que visa a recuperação de crédito para quitação de dívidas com estabelecimentos. A negociação é diária e os clientes, além de limparem o nome, ganharão por 30 dias o SPC Avisa, um serviço que evita golpes e prevê fraudes sobre qualquer alteração no CPF que for utilizado indevidamente. A campanha se encerra no dia 31 deste mês e acontece na sede da instituição, no Bairro Osvaldo Rezende, na região central.

Em 2017, a inadimplência em Uberlândia cresceu 3,79%, se comparado com 2016. Segundo dados apurados pelo Indicador de Inadimplência do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o volume de brasileiros com contas em atrasos e com restrições no CPF abriu o ano de 2018 com alta de 2,10% na comparação com o mês de janeiro do ano passado.

“Fazemos um chamado para a renegociação. A crise na economia provocou um aumento no desemprego, um declínio na renda, produtos com preços altos, entre outros problemas. O fato positivo foi que muitos, em vez de comprar, pagaram o que estava em atraso. Mostra controle financeiro”, disse a gerente de Relacionamento e Soluções e Negócios na CDL Uberlândia, Renata Barbosa da Silva.

Para ser atendido, o titular da dívida deve ir até o balcão do SPC, localizado no segundo piso da CDL Uberlândia e apresentar a carteira de identidade, o CPF, o comprovante de endereço e documentos referentes à dívida (boletos bancários, faturas, extratos bancários, cartas de cobrança).

“[Com a renegociação] Os clientes ganham descontos e possibilidades de parcelamentos concedidos por cada empresa, são presenteados com o SPC Avisa, com inclusão ou exclusão de anotações negativas no CPF no SPC e na Serasa; obtenção de informações sobre empresas que consultaram o CPF e alterações de endereço e telefones informadas para o documento, e, é claro, voltam a ter crédito na praça”, disse Renata da Silva.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »