19/01/2018 às 17h22min - Atualizada em 19/01/2018 às 17h22min

Ferdinando leva a risos e reflexões

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Ferdinando, Lupe e Nina em um dos lugares preferidos do pacífico e simpático touro / Foto: Divulgação

“O touro Ferdinando”, mais novo trabalho do diretor brasileiro Carlos Saldanha -, responsável por animações como “Rio” e “A era do gelo” - é mais um filme de encher os olhos. Além disso, traz mensagens importantes sobre a liberdade de escolha  que cada um deve ter e a violência contra os animais praticadas em atividades como as touradas.

Baseado em livro de mesmo nome escrito por Munro Leaf e ilustrado por Robert Lawson, a animação conta a história do pequeno Touro Ferdinando, cujo pai sai para uma tourada e nunca mais volta. Desesperado, Ferdinando foge e encontra na família de Nina uma vida melhor, livre e sem violência.

Porém, toda essa tranquilidade fica para trás quando Ferdinando, já bem crescido, vai a uma feira na cidade e uma série de incidentes o fazem ser visto como uma “fera” ao vivo e em cores em imagens transmitidas por smartphones e emissoras de TVs. Esse julgamento popular mais a “natureza” intrínseca na espécie de Ferdinando causam grandes problemas para o pacífico touro.

Ele é levado de volta ao local onde morava e reencontra velhos amigos. Ao perceber que eles estavam correndo risco Ferdinando decide organizar uma fuga em massa.

Essa escapada torna-se uma jornada divertida, porém, Ferdinando acaba preso e levado para a arena onde El Primero, o toureiro mais famoso do país, quer encerrar a carreira em um duelo com Ferdinando.

A produção traz lindas imagens e personagens como a cabra Lupe e o cachorro Paco são uma atração a parte quando aparecem.

Há alguns momentos de descontração, como o duelo de dança entre a turma do Ferdinando e os cavalos, a criançada vai ao delírio.

Na sala de cinema, não se sabe se foram os pais que levaram as crianças ou as crianças que levsaram os pais, mas no fim, todos se divertem.

“O Touro Ferdinando” está em cartaz nas redes Cinépolis e Cinemark em Uberlândia.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »