18/01/2018 às 17h00min - Atualizada em 19/01/2018 às 15h18min

Uberlândia fica em 9º na criação de vagas no país

De janeiro a novembro de 2017 foram abertos 3.264 postos de trabalho na cidade

DA REDAÇÃO
Nova Serrana lidera geração de emprego em Minas, com destaque para o setor calçadista / Foto: Sindinova/Divulgação

O município de Uberlândia ficou entre as dez cidades brasileiras que mais abriram postos de trabalho no período de janeiro a novembro de 2017, segundo informações divulgadas pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

Nos onze primeiros meses do ano passado, foram criadas 3.264 vagas em Uberlândia, que ficou em nono lugar no ranking nacional de geração de postos de trabalho. O resultado ainda colocou o município do Triângulo na segunda posição em Minas Gerais.

O ranking nacional de criação de vagas é liderado pela cidade de São Paulo (9.871), seguido por Joinville-SC (7.406), Franca-SP (4.920), Bebedouro-SP (4.566), Goiânia-GO (4.316), Aparecida de Goiânia-GO (3.804), Nova Serrana (3.399) e Blumenau-SC (3.384).

No Estado, o município de Nova Serrana, na região Oeste, foi o melhor posicionado no ranking nacional, com a geração de 3.399 vagas no mesmo período. Com o resultado, Nova Serrana também lidera a criação de vagas em Minas Gerais.

Em relação a 2016, houve um recuo de 1.437 vagas ¬ naquele ano, quando também era líder no ranking em Minas Gerais, foram geradas 4.836 postos de trabalho em Nova Serrana -, que alcançou o sétimo lugar no país no ano passado na abertura de oportunidades de emprego para a população.

A indústria de transformação, com destaque para o setor calçadista, foi a principal responsável pelo desempenho positivo de Nova Serrana de janeiro a novembro do ano passado, com a criação de 2.870 postos de trabalho. O setor de serviços ficou em segundo lugar, com 292 vagas, e o comércio em seguida, com a abertura de 203 oportunidades de emprego.

Ainda no ranking estadual, Patos de Minas, no Alto Paranaíba, foi o terceiro município mineiro na geração de postos de trabalho (2.235), seguido por Comendador Gomes (1.568), Itaúna (1.334), Contagem (1.217), Campo Belo (1.186), Extrema (1.128), Pouso Alegre (1.124) e Iturama (1.068).

Por segmento de ocupação entre as dez cidades maiores geradoras de emprego em Minas Gerais estão os serviços em Uberlândia (2.877), Patos de Minas (805), Contagem (1.412), Extrema (520), Pouso Alegre (549) e Iturama (755).

Em Comendador Gomes, que está em quarto lugar no ranking, agropecuária teve a maior geração vagas (1.576).  Já em Itaúna, a indústria de transformação abriu a maior oportunidade de empregos (882). Extrema também teve um bom desempenho nesta área, com criação de 480 postos de trabalho.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »