16/01/2018 às 05h51min - Atualizada em 16/01/2018 às 05h51min

'No Fluxo da Cultura' tem novos cursos para a formação artística

Programação é retomada nesta segunda-feira (8) com opções gratuitas para a população

DA REDAÇÃO
Nara Sbreebow (sentada à esquerda) durante uma de suas produções para o programa “Triângulo das Geraes” / Foto: Divulgação

A Secretaria Municipal de Cultural (SMC) retomou na semana passada o projeto “No fluxo da Cultura” que conta com oficinas diversas gratuitas para formação artística continuada. As aulas são ministradas em dois espaços: na Oficina Cultural e no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU) do bairro Shopping Park. A iniciativa chamou a atenção de muita gente por isso as oficinas de ballet clássico, interpretação teatral, dança de salão e musicalização com flauta doce já estão com as turmas completas.

Para quem se interessar, ainda há algumas vagas para as oficinas de produção de vídeo, dança de rua e artesanato (na Oficina Cultural) e de artesanato (CEU). O projeto é resultado de um convênio firmado entre a Secretaria Municipal de Cultura e o governo estadual, sob recursos do Fundo Estadual da Cultura. A programação se estende até abril.

Uma das profissionais a integrar as atividades é a jornalista e cineasta Nara Sbreebow, com oficinas para a formação audiovisual na Oficina Cultural. Com mais de dez anos de experiência na área, ela foi a primeira mulher de Uberlândia a dirigir filmes (documentário e ficção), com obras veiculadas por todo o País. Em 2013, levou o prêmio “Diretora do Mês pelo Conjunto da Obra”, pelo CineBrasilTV. Dois anos depois, exibiu e palestrou sobre o documentário “Algodão Entre Espelhos”, revivendo o cenário político de Minas Gerais na década de 1970. Atualmente, a produtora se dedica às temáticas de gênero e produção audiovisual com pesquisa em cinema, dança e artes visuais.

“São abordagens tanto documentais quanto de ficção, envolvendo webseries e outros conceitos. A intenção é mostrar que podemos produzir bons materiais a partir dos próprios celulares, a ideia é a mesma, criando um argumento para fazer o filme, o roteiro, o enquadramento e o ritmo que vai ter, incluindo como será a trilha e aquilo que será abordado. São três meses de oficinas e certamente produziremos bons materiais ao fim deste período”, afirmou a jornalista.

Além de fortalecer ainda mais a proximidade da população com as várias expressões artísticas existentes no município, um dos diferenciais do programa é promover a descentralização da cultura no cenário local. “O objetivo é fomentar a área artística e sensibilizar as pessoas de todas as idades para a arte. É um projeto que foi idealizado para proporcionar oficinas de formação inicial com diferentes linguagens culturais, abrangendo desde a região central do município até o setor mais periférico, com profissionais capacitados”, disse a coordenadora de programas e projetos da Secretaria de Cultura, Aryadne Amâncio.

A Oficina Cultural fica na praça Clarimundo Carneiro, 204, no Centro, e o CEU na rua Juvenília Mota Leite, 700, no bairro Shopping Park. Confira os telefones e dias e horários das oficinas para as quais ainda há vagas no quadro ao lado. As inscrições podem ser feitas pessoalmente nos locais, das 12h às 17h, ou por telefone.

SERVIÇO

O QUE: Oficinas gratuitas do projeto “No fluxo da cultura”
VAGAS RESTANTES
LOCAL: Oficina Cultural (3231-8608)
OFICINA: Produção de vídeo
AULAS: terças e quintas-feiras, das 19h às 20h45
OFICINA: Dança de Rua:
AULAS: segunda e quarta-feira, das 17h às 18h45 e terça e quinta-feira, das 17h às 18h45
OFICINA: Artesanato
AULAS: sexta-feira, das 8h às 12h
CEU SHOPPING PARK (3253-1204)
OFICINA: Artesanato
AULAS: quinta-feira, das 17h às 20h
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »