14/01/2018 às 05h55min - Atualizada em 14/01/2018 às 05h55min

Tudo pronto para o Mineiro de 2018

Campeonato estadual começa nesta quarta-feira com cinco jogos, incluindo o do Uberlândia Esporte Clube

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Principal reforço do Uberlândia Esporte, goleiro Felipe, de 33 anos, já passou por Corinthians e Flamengo / Foto: UEC/ Fernando Aquino

Começa na próxima quarta-feira (17), a 104ª edição do Campeonato Mineiro de Futebol. O maior vencedor de títulos é o Atlético, com 44. O Cruzeiro segue em segundo, com 36, seguido pelo América, com 16; Villa Nova com cinco; Siderúrgica de Sabará, com dois; e Caldense e Ipatinga, com um título cada. As novidades para 2018 ficam por conta da Patrocinense e do Boa Esporte, que no ano passado conquistaram o acesso para a elite do estadual.

Na quarta, cinco jogos movimentam a primeira rodada: América x Patrocinense, Tombense x Villa Nova, Uberlândia x URT, Democrata x Caldense e Cruzeiro x Tupi. Na quinta-feira, Boa x Atlético completa a rodada.

Para este ano, o Campeonato Mineiro tem nova fórmula. Os 12 clubes jogam em turno único, classificando os oito primeiros para as quartas de finais, fase que será disputada em jogo único, na casa das equipes com melhores campanhas. A partir das semifinais, os jogos voltam a acontecer em sistema de ida e volta, até se conhecer o campeão.

Os quatro primeiros colocados garantem vagas na primeira fase da Copa do Brasil de 2019, e os três melhores do interior que ainda não estejam inseridos em alguma das divisões do Brasileiro se garantem na quarta divisão nacional do ano que vem.

De olho no começo do torneio deste ano, o Diário de Uberlândia preparou um resumo sobre a situação das equipes, e seus principais reforços (Confira nesta e na outra página).

UBERLÂNDIA ESPORTE

Depois de terminar 2017 na sexta colocação do Campeonato Mineiro, posição que não conseguia ficar há 21 anos, o Uberlândia Esporte Clube (UEC) disputará a elite do estadual pelo terceiro ano seguido. Até 2015, foram cinco anos consecutivos no Módulo II. Embora já tenha sido campeão da Série B do Campeonato Brasileiro em 1984 (Taça CBF), o Verdão tem como melhores campanhas no Mineiro dois terceiros lugares, em 1968 e 1986, quando foi campeão do interior.

Com vagas asseguradas para a Série D do Brasileiro e Copa do Brasil deste ano, o Verdão chega com o propósito de terminar a competição entre os quatro primeiros e brigar por uma vaga na final.

Foram mantidos dez jogadores da campanha de 2017, entre os destaques os laterais Cesinha e Rogério, o volante João Paulo, os zagueiros Mauro Viana e Bruno Costa, além do xodó da torcida, o meia Alê.

Para dar maior peso ao elenco, o diretor de futebol, Fabrício Tavares, e o técnico Paulo Cézar Catanoce, que comandará o clube pelo terceiro ano, trouxeram reforços das principais divisões do Campeonato Brasileiro.

A principal contratação para a competição é o goleiro Felipe, de 33 anos, que vestiu a camisa de grandes equipes do futebol brasileiro, como Corinthians, Flamengo e Vitória. Outro reforço de peso é o zagueiro Ferron, de 32 anos, que passou por equipes como Ponte Preta (SP) e Criciúma (SC), seu último clube. O meia-atacante Ricardinho, de 29 anos, é mais um jogador de destaque nacional e uma das apostas. Ele disputou a Série B do Brasileiro 2017 pelo Londrina (PR), mas ganhou destaque em suas passagens pelo Atlético (PR) e Ponte Preta.

Time base: Felipe; Cesinha, Bruno Costa, Mauro Viana e Rogério; João Paulo, Marco Goiano, Alê e Eliomar; Ricardinho e Alfredo.
 
Elenco do UEC

- Felipe, Goleiro, 33 anos, Último clube: Boa Vista (RJ)
- Roni Turola, 30 anos, Goleiro, Último clube: Uberlândia
- Clebão, 27 anos, Goleiro, Último clube: Uberlândia
- Vinicius, 17 anos, Goleiro, Base*
- Lima, 22 anos, Lateral direito, Último clube: Anápolis (GO)
- Cesinha, 23 anos, Lateral direito, Último clube: Bragantino (SP)
- Alan Bardeli, 17 anos, Lateral esquerdo, Base*
- Rafael Estevam, 29 anos, Lateral esquerdo, Último clube: Cuiabá (MT)
- Matheus, 19 anos, Lateral Direito, Base*
- Ferron, 32 anos, Zagueiro, Último clube: Criciúma (SC)
- Rogério, 33 anos, Lateral esquerdo, Último clube: Ituano (SP)
- Mauro Viana, 33 anos, Zagueiro, Último Clube: Asa (AL)
- Bruno Costa, 30 anos, Zagueiro, Último clube: Remo (PR)
- Victor Hugo, 17 anos, Zagueiro, Base*
- Daniel Pereira, 28 anos, Volante, Último clube: Bragantino (SP)
- Silvano, 27 anos, Volante, Último clube: América (RJ)
- João Paulo, 28 anos, Volante, Último clube: Remo (PR)
- Leandro Santos, 31 anos, Volante, Último clube: URT (MG)
- Luiz Alexandre, 19 anos, Base*
- Daniel Pedra, 19 anos, Volante, Base*
- Alê, 27 anos, Meia, Último clube: Cuiabá (MT)
- Marco Goiano, 31 anos, Meia/volante, Último clube: Uberlândia
- Eliomar, 30 anos, Meia, Último clube: Joinville (SC).
- Leandro Chaparro, 26 anos, Meia, Último clube: Freamunde (Portugal)
- Ricardinho, 29 anos, Meia-atacante, Último clube: Londrina (PR)
- Deivison, 26 anos, Atacante, Último clube: Resende (RJ)
- Tony, 24 anos, Atacante, Último clube: Villa Nova (MG)
- Saulo, 20 anos, Atacante, Último clube: Uberlândia
- Danillo Bala, 24 anos, Atacante, Último clube: Moto Club (MA)
- Alfredo, 25 anos, Atacante, Último clube: Luverdense (MT)
- Jarlan, 23 anos, Atacante, Último clube: Goiás
- Leonardo, Atacante, 19 anos, Base*

MAIOR CAMPEÃO

Atlético vem renovado após ano de fracassos


Veterano Ricardo Oliveira deixou o Santos para reforçar ataque do Galo / Foto: Bruno Cantini/Atlético

Atual campeão, Atlético chega na competição com um time bastante renovado depois de um 2017 de fracassos no cenário nacional e internacional. Em busca do 45º título da história, o clube manteve o técnico Oswaldo de Oliveira e aposta em uma equipe mais jovem para a temporada. Deixaram o elenco medalhões como o lateral direito Marcos Rocha, que foi para o Palmeiras, Fred, que foi para o Cruzeiro, e Robinho, ainda com futuro indefinido.

Chegaram para o elenco alvinegro promessas como os atacantes Roger Guedes e Erick, ambos do Palmeiras, o zagueiro Maidana, do São Paulo, e o lateral-direito Samuel Xavier, do Sport (PE). O veterano goleador Ricardo Oliveira, de 37 anos, que estava no Santos, é o substituto de Fred.
 
Time base: Victor; Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Arouca, Elias, Luan e Otero; Roger Guedes e Ricardo Oliveira.
 
RAPOSA

Cruzeiro mantém base e se reforça com ídolo

Como moral após título, Mano Menezes ganhou reforços na Raposa / Foto: Ascom/Cruzeiro
 
O Cruzeiro chega no Mineiro a fim de desbancar o atual campeão, Atlético. O time estrelado tem como vantagem a manutenção da base da equipe que conquistou a vaga para a Copa Liberadores da América, através do título da Copa do Brasil, e que também fez boa campanha do Campeonato Brasileiro.

O técnico Mano Menezes ganhou reforços importantes como o volante Bruno Silva, que veio do Botafogo (RJ), e o centroavante Fred, ídolo histórico da torcida celeste, que deixou o arquirrival Galo para retornar à Toca da Raposa. Outro importante reforço é o lateral direito Edilson, campeão da Libertadores da América pelo Grêmio e que foi trocado pelo atacante Alisson.
 
Time base: Fábio; Lucas Romero, Leo, Murilo e Egídio; Henrique e Ariel Cabral; Robinho, Arrascaeta e Thiago Neves; Fred.
 
AMÉRICA

Coelho chega motivado com acesso à elite nacional


Rafael Moura está entre os principais reforços do Coelho / Foto: Ascom/América

O último título do América pelo Campeonato Mineiro aconteceu em 2016 sob o comando do lendário treinador Givanildo de Oliveira. Sendo assim, o Coelho, atual campeão brasileiro da Série B e que neste ano disputará a elite do futebol brasileiro, vem motivado e com um elenco reforçado para buscar o seu 17º caneco. O técnico Enderson Moreira, de contrato renovado e com um belo acréscimo nos salários, tem a base da equipe de 2017 mantida.

Os principais nomes que chegam para compor o elenco são os atacantes Rafael Moura, ex-Galo, e Aylon, transferido do Internacional (RS). O lateral-esquerdo Carlinhos, que disputou a Série B de 2017 pelo Goiás, é outro que chega para brigar pela titularidade.
 
Time base: João Ricardo; Norberto, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos; Christian, Zé Ricardo, Matheuzinho e Renan Oliveira; Luan e Rafael Moura.
 
CALDENSE

Time perde artilheiro, mas traz ‘técnico fiel’

A Veterana do Sul de Minas quer repetir o feito de 2015, quando o clube de Poços de Caldas disputou a final do certame contra o Atlético, ficando com o vice-campeonato. No ano passado, a equipe fez boa campanha, terminando na quinta colocação.

Para comandar a Caldense nesta temporada, a diretoria optou por um velho conhecido do torcedor esmeraldino. Trata-se de Zezito, com diversas passagens pela equipe.

Como é tradição, o clube sempre mantém atletas do ano anterior, casos do lateral-direito Feijão e do zagueiro Marcelinho. Em termos de reforços, os destaques ficam por conta do meia Marquinhos, ex-Cacavel (PR), e do atacante Neilson, que veio do São Paulo (RS). A maior baixa foi a saída do artilheiro Luiz Eduardo, que em plena pré-temporada recebeu proposta do Brasil de Pelotas (RS) e se transferiu para o Sul do país.
 
Time base: Omar; Feijão, Marcelinho, Robinho e Fernandinho; Mineiro, Lucas, Marquinhos e Anderson Rosa, Juninho e Neílson.  
 
VILLA NOVA

Endividado, clube chega sem muitas novidades

O Leão do Bonfim chega na temporada 2018 com os velhos problemas financeiros. Em 2017, a equipe teve várias penhoras de bens pela Justiça em virtude de muitos problemas trabalhistas. Neste ano, o Villa Nova, nono colocado no ano passado, renovou contrato com o técnico Ito Roque, que comandou a equipe na Série D do Brasileiro e que continua no comando técnico apesar de ter algumas pendências financeiras com o clube.

Em relação ao time, poucas novidades. Foram renovados os contratos de atletas da última temporada como o goleiro Renan Rinaldi, o lateral Nequinha, o zagueiro Paulo Vitor e o atacante Carrara. Vários jogadores das categorias de base subiram para o elenco profissional.

A grande novidade fica mesmo por conta da contratação do centroavante Daniel Morais, de 31 anos, que estava disputando a Série B do Brasileiro pelo Paraná Clube. O jogador é rodado em Minas Gerais, onde defendeu várias equipes, inclusive o Uberlândia Esporte Clube.
 
Time base: Renan Rinaldi; Nequinha, Gustavo, Rafael Vitor e Marcelo Tchê; Luiz Mário, Paulo Vitor, Luiz Mário e Ceará; Carrara e Daniel Morais.
 
NA DISCRIÇÃO

Tombense confia comando nas mãos de Ramon Menezes

Equipe que tem como sócio Eduardo Uram, um dos maiores empresários do ramo de atletas do futebol brasileiro, o Tombense vem trabalhando calado, como é de costume. Para 2018, a aposta está no técnico Ramon Menezes, ex-meia de Cruzeiro, Atlético e outras grandes equipes do futebol brasileiro. O Tombense será o quinto clube na carreira do treinador, que ainda não conseguiu emplacar um grande trabalho.

As maiores novidades em termos de contratações ficam por conta do lateral direito Adriano Garça, do Velo Clube (SP), além de Lucas Rex, zagueiro que veio Macaé (RJ). No restante, o clube manteve boa parte do elenco de 2017, que além do Mineiro também disputou a Série C do Brasileiro, competição na qual, por muito pouco, não conseguiu o acesso para a Série B.
 
Time base: Paulo Victor; David, Welington Carvalho, Theo e Bruninho; Felipe Baiano, Paulo Henrique e Caio César; Cássio Ortega, Daniel Amorim e Flávio.
 
VARGINHA

Boa Esporte renova elenco após acesso em 2017

Sempre trabalhando de forma isolada, o Boa Esporte esconde o jogo para a temporada 2018, mas, ao que se sabe, o time chega totalmente renovado para a disputa do Campeonato Mineiro e Série B do Brasileiro. O técnico Sidney Moraes continua como comandante dentro das quatro linhas. Rebaixado em 2016, o time de Varginha conseguiu o acesso no Módulo II do ano passado.

Para compor a equipe, chegaram atletas como o zagueiro Anderson Mauro, do Atlético (GO), o lateral esquerdo Elivelton, do Guaratinguetá (SP), o meia Nelson Ruiz, vindo do Potosí (Bolívia), e o atacante Gerônimo, ex-Nautico (PE).

A grande perda foi o experiente volante Radamés, que, depois de três temporadas seguidas no clube de Varginha, transferiu-se para o Brasiliense (DF). 
 
Time base: Fabrício; Joazi, Caíque, Vitor Alves e Elivelton; Amaral, Lucas Hulk, Alisson e Marcílio; João Guilherme e Gerônimo.
 
QUASE CAIU

Democrata fecha parcerias para fazer diferente

O Democrata de Governador Valares, popularmente conhecido como Pantera, quer apagar a péssima impressão deixada no ano passado, quando lutou até a última rodada para escapar do rebaixamento. O clube investiu em uma parceria com empresários do ramo do futebol e no trabalho do técnico Gilmar Estevam, rodado pelo futebol mineiro e que já comandou o clube em outros anos.

Dentro das quatro linhas, como conhecido do torcedor, apenas o lateral direito Alan. Os demais jogadores são apostas do clube valadarense e vieram de várias partes do País. O principal reforço é o meia Ramon, de 29 anos, revelado pelo Atlético Mineiro e que estava no Brasiliense.
 
Time base: Flávio; Alan, Anderson, Julemar e Ribeiro; Marcelo Rosa, Ruan, Marcinho e Ramón; Alex Tanque e Romarinho.
 
JUIZ DE FORA

Tupi renova com apenas quatro nomes para 2018

Muitas mudanças no Galo Carijó para 2018. Do ano passado, do elenco que disputou o Mineiro e a Série C do Brasileiro, permanecem no elenco apenas o goleiro Villar, o lateral Afonso e os volantes Marcel e Kalu. Algumas das principais contratações ficam por conta do atacante Reis, ex-Cruzeiro, o lateral Rodrigo Dias, com passagens por diversos clubes do interior, e o zagueiro Arthur Sanches, ex-Flamengo. O Técnico Alexandre Barroso, que trabalhou pela última vez em 2016, pelo Uberlândia Esporte, é o treinador da equipe.
 
Time base: Villar; Afonso, Sidimar, Wellington e Udson; Leo Costa, Francesco e Paulinho; Kayser, João Vítor e Reis.
 
BICAMPEÃO DO INTERIOR

URT mantém estratégia para montagem de elenco

O Trovão Azul de Patos de Minas, atual bicampeão do interior, segue a velha fórmula de sucesso das últimas temporadas, ou seja, renovação quase que por completa no elenco e aposta em atletas experientes de várias partes do Brasil.

Do ano passado ficaram o lateral direito Carlinhos, os zagueiros Victor Salinas e Rodolfo, o volante Jô e o atacante Felipe Alves. O técnico é o jovem Rodrigo Santana, de 35 anos, que levou o clube ao título do interior no ano passado e que por muito pouco não conquistou o acesso para a Série C.

O experiente meia Ewerton Maradona, rodado pelo futebol mineiro e que estava no Tombense, é o grande nome da equipe, ao lado de Eduardo Ramos, também meia, que veio do Remo (PA). O atacante Macena, vindo do Luverdense (MT), também é uma das apostas.
 
Time base: Carlão; Carlinhos, Dão, Victor Salinas e Bruno Oliveira; Douglas Maia, Jô e Ewerton Maradona; Bruninho, Macena e Felipe Alves.

CHEIA DE EX-VERDÃO

Patrocinense volta à elite depois de 23 anos

Depois de 23 anos, sendo 11 deles inativos, a Patrocinense está de volta à elite do futebol mineiro. A cidade de Patrocínio está em festa e ansiosa com o time grená.

Responsável pelos dois acessos seguidos que levaram a Patrocinense da Segunda Divisão (Terceirona) para o Módulo I, o técnico Rogério Henrique tem a missão de comandar um elenco de jogadores experientes.

O clube trouxe alguns ex-jogadores do Uberlândia Esporte de 2017, como os meias Bruno Moreno, Juninho Arcanjo e Jefersom Berger. Marcelo Régis, artilheiro pelo Uberlândia em 2015 também foi contratado. O goleiro Neguete, que veio da Caldense, e o volante Mário César, do Tricordiano, são alguns dos principais nomes da equipe, que tem como meta permanecer na primeira divisão e depois conquistar uma vaga para a Série D do Brasileiro de 2019.
 
Time base: Neguete; Ângelo, Juninho, Rodolfo Mol e Nilo; Bruno Moreno, Leomir, Mario César e Juninho Arcanjo; Marcelo Regis e Ademir.
 

Tabela 1ª Rodada

Quarta-feira 17/01
19h30    América  x    Patrocinense
20h  Tombense x    Villa Nova
20h30    Democrata x    Caldense
20h30    Uberlândia    x    URT
21h45    Cruzeiro x    Tupi
 
Quinta-feira 18/01
19h30    Boa Esporte   x    Atlético
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »