22/12/2017 às 14h21min - Atualizada em 22/12/2017 às 14h21min

Uberlândia volta ao Mapa de Turismo Brasileiro

Documento nacional reúne os principais atrativos turísticos do País

DA REDAÇÃO
Uberlândia estava fora de Mapa desde 2014 e não podia receber repasses para o setor / Foto: Cleiton Borges/PMU

 

O turismo de Uberlândia vai encerrar o ano comemorando. Depois de se encontrar excluído do Mapa do Turismo Brasileiro em 2016, o Município voltou a figurar no documento oficial, que reúne os principais atrativos turísticos do país. Com o retorno, a cidade está novamente apta a receber repasses e verbas de fomento na área, o que não acontecia desde 2014.

Uberlândia estava fora do mapa por não estar com a situação regularizada diante do Ministério do Turismo. Em janeiro deste ano, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbanístico, Inovação e Turismo (Sedeit) iniciou uma série de esforços para iniciar o processo de regularização.

"Uberlândia sempre teve vocação para atrair investimentos e pessoas de todo o Brasil. Precisávamos valorizar esta nossa característica e é isso que estamos fazendo”, ressaltou Odelmo Leão.

O retorno ao Mapa foi oficializado em outubro deste ano, quando a cidade foi avaliada e classificada como detentora de alto fluxo turístico e boa infraestrutura.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Dilson Dalpiaz, a Prefeitura tem promovido também, desde os primeiros meses do ano, um inventário de atrações turísticas. “Trata-se de um sistema no qual cadastramos todos os estabelecimentos e demais potencialidades de diferentes setores, como gastronomia, aventura, negócios etc. O mapa vai funcionar como um grande guia a partir do ano que vem, colocando a cidade no nível de visibilidade que ela merece”, explicou.

 

FOMENTO

Além de gerar um natural fomento no setor, integrar o documento é um requisito para o município angariar uma série de recursos. Desde 2014, a cidade estava inabilitada a receber repasses de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) relacionados ao turismo. Em novembro deste ano, pelo cumprimento de todas prerrogativas legais, a cidade tornou-se novamente capacitada a receber verbas desta natureza.

Na prática, isto também devolve a Uberlândia o direito de se inscrever em editais de fomento turístico em níveis estadual, nacional e internacional. “É um grande benefício para diferentes áreas, como a cultura, por exemplo. Só neste ano nos negaram a concorrência em cinco pleitos porque estávamos oficialmente inabilitados. Agora, poderemos buscar recursos para projetos de grande benefício para a população”, comentou Dilson Dalpiaz.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »