20/12/2017 às 10h31min - Atualizada em 20/12/2017 às 10h31min

Delegados presos em operação são dispensados; veja as mudanças

DA REDAÇÃO

A operação Fênix, deflagrada ontem pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em Uberlândia e dez cidades da região, além de outros dois Estados, resultou na prisão de oitenta pessoas, dentre elas 39 investigadores da Polícia Civil, nove delegados e um ex-delegado. Com isso, dispensas e novos nomes para a ocupação dos cargos foram publicados no Diário Oficial de Minas Gerais nesta quarta-feira (20).

Em Uberlândia, o Delegado Geral de Polícia Hamilton Tadeu De Lima, que assumiu o cargo em fevereiro de 2016 e está entre os presos na operação, foi dispensado do cargo. Desse modo, a chefia interina do 9º Departamento de Polícia Civil na cidade foi designada pra o delegado Edson Rogério De Morais, que continua também no comando da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Uberlândia.

No Diário Oficial, também consta a dispensa de Mary Simone, Delegada Geral de Polícia em Araguari, de responder pela 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil De Araguari/9º Depto. O delegado Luciano Alves Dos Santos passa a responder interinamente pelo expediente.

Elber Barra Cordeiro, Delegado Geral de Polícia Civil em Patos de Minas, foi dispensado do 10º Departamento. Assim, Cezar Felipe Colombari Da Silva, que respondia pela 3ª Delegacia Regional de PC em Frutal, assume a chefia local. Em Frutal, o delegado Fabricio Oliveira Altemar, que atuava em Fronteira, passa a responder pela 3ª Delegacia Regional de PC.

Em Pouso Alegre, o delegado André Vinicius Corazza foi dispensado de suas responsabilidades com a 1ª Delegacia Regional De Polícia Civil e do 17º Departamento de Polícia Civil na cidade. Desse modo, Artur Augusto Ribeiro Da Silva, procedente de Monte Sião, passa a responder pelo expediente da 1ª Delegacia Regional e interinamente pelo 17º Departamento.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »