17/12/2017 às 05h08min - Atualizada em 17/12/2017 às 05h08min

Finalmente, a decisão

Campeão será conhecido hoje na segunda partida entre Luizote e Tabajara, no Parque do Sabiá

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Na primeira partida da decisão, o Tocantins venceu por 1 a 0 e hoje joga pelo empate / Foto: Vilmar Silva

 

Após os incidentes com invasão de campo na semifinal da Divisão Especial do Campeonato Amador, ocorridos na partida do dia 19 de novembro entre Luizote e Tabajara e que provocaram a interrupção da competição até o julgamento do caso, finalmente o torcedor irá conhecer neste domingo o campeão da edição de 2017.

O duelo final entre Tocantins e Luizote será às 10h, no Estádio Parque do Sabiá. O Tocantins tenta o bicampeonato, enquanto o Luizote busca um título inédito na elite do Amador. 

Na primeira fase da competição, as duas equipes se enfrentaram e o Tocantins venceu o Luizote por 2 a 1. Já no domingo passado, no primeiro jogo da final, o Tocantins, dono da melhor campanha de toda a competição com apenas uma derrota, largou na frente ao bater o Luizote por 1 a 0, no Parque do Sabiá. O gol do Toca foi assinalado por Dejar. Agora, o Tocantins precisa do empate para conquistar o seu segundo título. Já o Luizote precisa vencer por diferença de dois gols para ser campeão de forma direta, ou por um gol, para levar a decisão para as cobranças de pênaltis.  

A expectativa por parte da Liga Uberlandense de Futebol (LUF) é que pelo menos 5 mil torcedores compareçam ao Sabiá. Antes da partida haverá solenidade com participação da Banda Municipal e, ao final, serão entregues os troféus ao campeão, vice e terceiro colocado, além das premiações aos melhores da competição.

O presidente da LUF, Renato Batista, entende que a marca do fatídico 19 de novembro não manchará o brilho da final da competição. Ele espera uma festa bonita e uma grande partida entre Tocantins e Luizote. “Só temos a lamentar pelos fatos ocorridos, mas que tudo isso sirva de lição para que nunca mais se repita. Tenho convicção que as equipes entrarão em campo, neste domingo, com o objetivo único de fazer um grande jogo, assim como todos os torcedores que forem ao Sabiá. Eles, principalmente, precisam ficar por conta de abrilhantar ainda mais o jogo com os seus incentivos”. 

 

EQUILÍBRIO

Equipes estão confiantes, mas evitam favoritismo

O Luizote foi fundado em 1983, mesmo ano de criação do bairro. A equipe busca o primeiro título da Divisão Especial, já tendo dois vices da competição. Ano passado, o time foi batido na final pelo Floresta, enquanto um pouco mais distante, em 1991, perdeu o caneco para o Ipiranga.

O diretor de futebol do clube, Marco Tulio Sevilha, que deverá assumir a presidência do clube no próximo ano, garante que o Luizote está motivado para reverter a situação. “Tivemos uma semana muito conturbada, antes das cobranças de penalidades, por tudo o que aconteceu. Em cima da hora precisamos buscar jogadores, alguns não puderam jogar o primeiro jogo da decisão. Mesmo assim jogamos melhor do que o Tocantins, mas perdemos muitos gols. É isso que precisamos melhorar para conquistar este título inédito para nosso clube”, disse.

O experiente goleiro Paulo Sérgio, rodado por várias equipes profissionais do futebol brasileiro e pelo Uberlândia Esporte, acredita que o Luizote estará mais tranquilo na segunda partida. “Tiveram muitos ingredientes que nos travaram um pouco no primeiro jogo, principalmente na hora do arremate final. O campo grande e pesado prejudicou as duas equipes, mas entendo que nós demoramos um pouco mais para nos acostumar. Agora todos estão mais calmos e será um jogo completamente diferente".

 

TOCANTINS

O técnico Guilherme Ferreira esconde por completo o que será o Toca para a final. A campanha realizada pelas duas equipes em fases anteriores, segundo ele, faz parte do passado e não tem peso algum na final. “O que passou, passou, e não volta mais. Final é uma situação totalmente peculiar. Temos uma vantagem que poderemos ou não administrar dependendo do andamento da partida. Não vamos apenas nos defender, é claro, iremos atacar e tentar ganhar a partida, nunca deixando de lembrar que se trata de uma final, e numa final é preciso ter sabedoria".

Se do lado do Luizote tem a experiência do ex-goleiro profissional Paulo Sérgio, pelo lado do Tocantins também tem. Roger defendeu inúmeras equipes pelo futebol brasileiro, entre elas o Uberlândia Esporte, e já acumula três títulos do Amador, atuando por Flamengo (2010), Rio Branco (2011) e Palmeiras (2005). 

“Não tenho dúvidas que os torcedores que forem ao Parque do Sabiá assistirão um grande jogo. Entendo que o Tocantins tem uma boa vantagem, é claro, mas que não garante absolutamente nada se não fizermos a nossa parte. Jogando no Parque do Sabiá é preciso ser ainda mais inteligente, pois o gramado pesa muito e o preparo físico pode ser determinante para o resultado”, disse Roger.

 

OPINIÃO

Entre os profissionais da mídia esportiva que acompanham a Divisão Especial desde o início do mês de julho, as opiniões se dividem. O comentarista da Band Triângulo Ronei Bentes acredita que o Luizote tem amplas condições de se recuperar e que o Tocantins precisará tomar muito cuidado para não ser surpreendido. 

“São duas equipes de muita qualidade, cheias de atletas ex-profissionais, e tudo pode acontecer. Agora, olhando como foi o primeiro jogo, por toda a situação, entendo que o Luizote, apesar de estar inferiorizado no placar, tem futebol para reverter a situação. Agora, não será uma tarefa fácil, pois o Tocantins mostrou a que veio durante toda a competição”, afirmou.

Joaquim Ambrósio é comentarista do site Esporte Uberlândia. Para ele, a partida terminará empatada. “O Luizote poderia ser o vencedor do primeiro jogo, com uma boa margem de gols se não fosse o goleiro Roger. Como no futebol o que vale é bola na rede, o Toca aproveitou sua chance e em uma cobrança de falta o castigo veio. Acredito em um jogo aberto, porém truncado. Penso que o empate prevalecerá nesta partida e com isto, com méritos, o Toca será campeão".

 

CAMPANHAS

LUIZOTE

Jogos: 17

Vitórias: 10

Empates: 3

Derrotas: 4

Gols a favor: 45

Gols contra: 18

Saldo: 27

Pontos disputados: 51

Pontos conquistados: 33

 

TOCANTINS

Jogos: 17

Vitórias: 11

Empates: 5

Derrotas: 1

Gola a favor: 31

Gols contra: 10

Saldo: 21

Pontos disputados: 51

Pontos conquistados: 38

 

SEMIFINAL

Invasão de campo gerou paralisação do Amador

A Divisão Especial do Campeonato Amador ficou paralisada por duas semanas em virtude de invasão de campo por parte de torcedores do Luizote, que tentaram agredir o árbitro João de Souza no segundo jogo da semifinal, dia 19 de novembro, no Estádio Airton Borges, entre Luizote e Tabajara.

Depois de agregar cinco minutos além do tempo regulamentar, o árbitro João de Souza acrescentou mais um minuto devido às outras paralisações no jogo. Justamente neste minuto final de acréscimo saiu o gol da vitória do Tabajara (1 a 0).

O resultado levaria a decisão da vaga para as penalidades máximas, motivo da revolta dos torcedores do Luizote, que invadiram o gramado do Airton Borges para agredir o juiz, jogadores e até dirigentes da Liga Uberlandense de Futebol (LUF). O caos só não foi maior devido à rápida ação da Polícia Militar. 

O Tribunal De Justiça Desportiva (TJD) de Uberlândia multou o Luizote, bem como dois diretores da agremiação, por causa da confusão generalizada. O time também perdeu dez mandos de campo. Seguindo uma recomendação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Polícia Militar não quis garantir condições de segurança para o Estádio Airton Borges. Sendo assim, a LUF agendou o restante da competição para o Estádio Parque do Sabiá.  

No último sábado (9), no Sabiá, aconteceram as cobranças de pênaltis entre Luizote e Tabajara, dando continuidade ao segundo confronto das semifinais, que terminou com vitória por 1 a 0 do Tabajara. Nas cobranças, o Luizote levou a melhor, venceu por 7 a 6 e conquistou o direito de fazer a final, no dia seguinte, contra o Tocantins, que já havia eliminado o Voluntários.

Já no domingo (10), também no Sabiá, aconteceu o primeiro jogo da final entre Luizote e Tocantins, e com um gol de Dejar o Toca venceu por 1 a 0 saindo na frente na decisão.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »