14/12/2017 às 05h16min - Atualizada em 14/12/2017 às 05h16min

Prefeito de Araguari irá presidir a Amvap

WALACE TORRES | EDITOR

O prefeito de Araguari, Marcos Coelho de Carvalho, foi eleito o presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba (Amvap) para o próximo ano tendo como uma das principais missões a tentativa de conseguir o retorno dos três municípios da microrregional que se desfiliaram nos últimos anos. Além de Uberlândia, que deixou a Amvap no início deste ano, os municípios de Grupiara e Abadia dos Dourados também não estão participando das ações e nem das contribuições à entidade.

“Vamos trabalhar para isso. Precisamos de Uberlândia, Abadia e Grupiara”, disse Marcos Coelho. O próprio prefeito de Araguari chegou a deixar a associação logo que assumiu a prefeitura alegando dificuldades financeiras e necessidade de priorizar as ações no município. Com o decorrer do ano, outros prefeitos ligados à associação conseguiram trazer novamente para o colegiado o município de Araguari, que agora, com a saída de Uberlândia, é o integrante com a maior população entre os 21 associados.

O termo de adesão de Araguari à entidade foi assinado durante assembleia geral itinerante realizada no gabinete do prefeito Marcos Coelho em novembro.

Marcos Coelho está no quarto mandato como prefeito de Araguari. Ao longo dos 37 anos da Amvap o município de Araguari assumiu a presidência da entidade em outros sete mandatos.

Outra prioridade da nova diretoria, que assume em janeiro, é endossar o debate sobre a regularização dos repasses do Governo do Estado aos municípios, especialmente os valores referentes ao ICMS, transporte escolar e programas de saúde. “Foi um ano difícil para os prefeitos, esperamos que os repasses sejam regularizados. Vamos trabalhar para fazer o melhor para a nossa região. Eu estou sendo o presidente da associação, mas quero ser o representante de todos os prefeitos da região e preciso de todos para fazer uma boa gestão”, disse Coelho.

O prefeito de Ipiaçu, Leandro Luiz Oliveira, que presidiu a Amvap neste ano, também citou as dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios, que agora esperam o aporte prometido pelo Governo Federal para ajudar a fechar o ano. “Hoje (ontem), em Brasília, teve uma reunião de prefeitos com o presidente Michel Temer, e ele garantiu que a cota extra do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) será repassado ainda neste mês”, disse Oliveira.

A atual diretoria da Amvap teve como uma das prioridades o trabalho de implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que só irá entrar em funcionamento no próximo ano. “A parte técnica foi toda resolvida. Só não saiu ainda porque existem muitas burocracias. Só falta o start do Governo do Estado”, disse.

 

CRÍTICA

Durante a assembleia, o prefeito de Monte Alegre de Minas e presidente do consórcio intermunicipal de saúde (Cistri) responsável pela implantação do Samu, Último Bittencourt, lamentou a saída de Uberlândia da associação e também do consórcio. Em discurso, Bittencourt ressaltou que Uberlândia deveria assumir seu papel de cidade polo e “não virar as costas” para os municípios menores da região. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »