12/12/2017 às 16h40min - Atualizada em 12/12/2017 às 16h40min

Canais de captação do Dmae atingem nível máximo

DA REDAÇÃO
Aumento do volume de chuva também fez cair o consumo de água / Foto: Divulgação/Dmae

 

O período chuvoso mudou o cenário dos canais de captação do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), que atingiram o nível máximo de 3,20 metros. Em virtude do grande volume de água, alterou-se a operação no sistema de bombeamento, priorizando o sistema hidráulico (turbinas), que é mais econômico, mas estava desativado no período de estiagem. Também foi necessário abrir as comportas das duas Estações de Tratamento de Água (ETA) Sucupira e Bom Jardim.

O aumento do volume de chuva também fez cair o consumo de água em Uberlândia. Comparando a produção do mês de novembro em relação a setembro, mês de maior consumo, houve uma redução de 18,14%.

“Estimamos que a redução para o mês de dezembro em comparação ao mês de setembro será de 27%. Esta redução é resultado das chuvas, que fazem com que a população deixe de regar grama e lavar as calçadas, por exemplo”, explica Rejane Nunes Cerqueira, Gerente de Tratamento de Água e Operações do Dmae.

O Dmae, no entanto, faz um apelo para que o uso consciente da água seja colocado em prática todos os dias e não apenas no período de estiagem. “Não devemos lembrar de economizar somente nos períodos de seca. Precisa ser algo permanente”, frisa Rejane Nunes.

 

COMPORTAS

Em decorrência da grande quantidade de chuva foi necessário aumentar a vazão das comportas das ETA Sucupira e Bom Jardim. “No dia 4 de dezembro foi necessário abrir todas as comportas da represa Sucupira devido ao grande volume de água que chegou no canal de captação. Já no ribeirão Bom Jardim foi necessário abrir duas comportas”, afirma Rejane Nunes.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »