23/11/2017 às 18h51min - Atualizada em 23/11/2017 às 18h51min

Inauguração do novo Fórum será no dia 15

Prazos processuais ficam suspensos na próxima semana para mudanças

WALACE TORRES | EDITOR
Novo prédio fica na avenida Rondon Pacheco, no bairro Tibery, e tem seis pavimentos / Foto: Diário do Comércio/Arquivo

 

Depois de vários adiamentos em função de atrasos no acabamento da obra e na entrega de alguns serviços e equipamentos, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) confirmou para o dia 15 de dezembro, às 11 horas, a solenidade de inauguração das novas instalações do Fórum de Uberlândia. O novo prédio deixa de ser chamado de Fórum Abelardo Penna e leva somente o nome tradicional de Palácio da Justiça Rondon Pacheco.

A mudança para a nova sede começa na próxima segunda-feira (27), quando também estarão suspensos os prazos processuais até o dia 1º de dezembro. Apesar do deslocamento de toda a mobília e arquivos, as secretarias irão atender normalmente nesse período.

O prédio atual é de 1977 e apresenta problemas na estrutura em função do tempo. O novo fórum fica na avenida Rondon Pacheco, no bairro Tibery, e teve as obras iniciadas em 2011 com previsão de entrega em dois anos. Em fevereiro de 2013 a empresa vencedora da licitação abandonou a obra alegando dificuldades financeiras. O trabalho só foi retomado em junho de 2015. A entrega das obras do novo Fórum de Uberlândia chegou a ser programada para o fim de julho deste ano, depois foi adiada para meados de outubro em função de atrasos na entrega de alguns serviços contratados pela empresa responsável pela construção.

Com investimento inicial de R$ 55 milhões, o novo prédio da Justiça Estadual em Uberlândia conta com seis pavimentos em terreno de área total de 18 mil metros quadrados. O prédio irá abrigar todas as unidades do Judiciário. São 32 varas atualmente na Comarca e o prédio tem projeção para receber até 48. O Fórum conta com aproximadamente 600 funcionários, incluindo os terceirizados.

A inauguração terá a presença do presidente do TJMG, desembargador Herbert José Almeida Carneiro, além de outros membros do tribunal. Também foram convidados o governador Fernando Pimentel e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Adalclever Lopes.

 

ÚLTIMA SESSÃO

Nesta sexta-feira acontece a última sessão do Júri no prédio antigo, que completou 40 anos de inauguração em 2017. O julgamento simbólico é de um réu acusado de tentativa de homicídio ocorrida em fevereiro de 2006.

O próximo julgamento está marcado somente para 4 de dezembro, já nas novas instalações.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »