22/11/2017 às 17h38min - Atualizada em 22/11/2017 às 17h38min

TJD da Liga Uberlandense analisa confusão na semi

Ainda não está definido se haverá pênaltis ou punição ao Luizote

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Para conter torcedores foi necessário intervenção da PM, que pediu reforço de contingente / Foto: Divulgação

 

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Liga Uberlandense de Futebol (LUF) já analisa a documentação e súmula da partida entre Tabajara e Luizote, que teve invasão de campo e muito tumulto no último domingo (19), no Estádio Airton Borges. Para dar fim à confusão, foi necessária a intervenção da Polícia Militar, que precisou pedir reforço para manter a segurança.

Segundo o vice-presidente da LUF, Ricardo Graciano, dificilmente acontecerá a primeira partida da final no próximo domingo (26), já que o TJD analisará todo o caso para depois decidir se haverá punição ao Luizote pela invasão e o término da partida, ou se haverá a cobrança de penalidades para definir quem enfrentará, na final, o Tocantins.

“Essa decisão certamente demandará certo tempo. Jogo no domingo, pode esquecer”, disse Ricardo Graciano.

O artigo 205, parágrafo primeiro, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) define que a entidade que impedir o prosseguimento de uma partida, seja por causa da torcida, evitando a cobrança da penalidade prevista no regulamento, é declarada perdedora.

O artigo 22 do regulamento da Divisão Especial do Campeonato Amador também diz que a equipe causadora da confusão deverá ser punida com a perda da partida. Sendo assim, como o Luizote venceu o primeiro jogo, em teoria, haverá a necessidade de cobrança das penalidades.

A expectativa é que até sexta-feira já tenha uma decisão por parte do TJD da LUF.

 

CONFUSÃO

No último domingo, a partida seguia em 0 a 0 até os 50 minutos do segundo tempo, resultado que classificava o Luizote à final. O árbitro João de Souza acrescentou mais um minuto de acréscimo devido às várias paralisações.

Nesse minuto extra, o jogador do Tabajara Thiago Pereira, de cabeça, marcou o gol que levaria a decisão para as penalidades.

O fato revoltou a torcida do Luizote, que invadiu o gramado para agredir o árbitro.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »