10/11/2017 às 22h23min - Atualizada em 10/11/2017 às 22h23min

Praia Clube mantém favoritismo e a invencibilidade na Superliga

Clube chegou à sexta vitória hoje à noite diante do Bauru

ÉDER SOARES | REPÓRTER
Praia recebeu o Bauru em casa / Foto: Éder Soares

 

Não foi dessa vez que uma equipe conseguiu quebrar a invencibilidade do líder da Superliga Feminina de Vôlei, Dentil/Praia Clube. Jogando em alto nível como ao longo de todo o campeonato, a equipe uberlandense bateu o Bauru (SP), na noite de hoje, na Arena Praia, por 3 sets a 0, com parciais de 25/17 – 25/11 e 28 a 26. Esta foi a sexta vitória seguida do time praiano, que manteve os 100% de aproveitamento, chegou aos 18 pontos e de quebra manteve a escrita de ainda não ter perdido um set sequer. 

A central Walewska, do Praia, foi eleita a melhor jogadora em quadra e levou para casa o Troféu viva Vôlei. A equipe volta a jogar na próxima terça-feira (14), quando faz o clássico mineiro diante do Minas Tênis, às 21h30, em Belo Horizonte.

Ao final do jogo, o técnico Paulo Coco fez elogios ao time, mas preferiu reafirmar que muita coisa precisa evoluir. “Como venho dizendo, nossa equipe vem pegando uma escadinha e o crescimento está a olhos vistos. Especificamente falando da partida de hoje, entendo que encaixamos bem o saque e conseguimos trabalhar melhor a distribuição das jogadas para todos os setores. É um processo lento, mas que vai chegar ao ideal”.

A ponteiro Fernanda Garay aprovou mais uma grande atuação do Praia e garantiu que a equipe continuará focada na competição. “Não podemos nos desconcentrar em nenhum momento, pois a Superliga é de alto e qualquer vacilo pode custar uma derrota. Acho que fizemos mais um bom jogo, mas ainda precisamos melhorar e isso vai acontecer jogo a jogo”. 

 

O JOGO

A partida começou com o Bauru dando as cartas e na ponta do placar (2 a 0). Mas incentivado pela torcida, a equipe praiana foi com tudo em busca do prejuízo. Com um belo bloqueio de Walewska passou à frente (5 a 4). Com um ponto de saque de Nicole Fawcett, a equipe abriu 10 a 8, deixando a torcida eufórica nas arquibancadas. O volume de jogo do Praia continuou superior até o fim do set, quando a equipe fechou a partida por 25 a 17, em 25 minutos. 

No segundo set, as donas da casa voltaram sacando com muita eficiência e dificultando bastante o saque da equipe paulista. Com isso, a equipe praiana abriu 8 a 3 no placar. Mesmo com as seguidas mexidas na equipe, o técnico do Bauru, Fernando Bonato, não conseguiu dar consistência para a equipe, que viu o Praia muito superior e abrindo mais frente no placar (15 a 6). Daí para frente, o Praia apenas administrou o resultado até fechar o set por 25 a 11 em, 22 minutos.

No terceiro e último set, o Bauru abriu o placar, mas imediatamente o Praia virou a partida para 4 a 2. Mais uma vez fazendo diversas alterações para mexer com a estrutura da equipe e tentar uma reação, o técnico Bonato conseguiu deixar o Bauru com melhor volume de jogo e o time encostou no Praia (7 a 5). Pressionado por não poder perder o set, o time paulista foi para o tudo ou nada e forçava muito o saque. Dessa forma acabou encostando ainda mais no placar (15 a 14). O jogo continuou duro até o final, mas um pouco naus consistente, o Praia venceu o set por 28 a 26, em 36 minutos, e a partida por 3 sets a 0.


Equipes iniciais

Praia:

Claudinha, Fabiana, Fawcett, Fernanda Garay, Walewska e Suelen.
Técnico: Paulo Coco

Bauru:

Deyse, Valquíria, Helô, Palácio, Juma e Arlene. 
Técnico: Fernando Bonato


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »