07/11/2017 às 05h25min - Atualizada em 07/11/2017 às 05h25min

Assessor pego em blitz é exonerado

Maurílio Terra era Assessor de Operações e tinha CNH vencida há 5 anos

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Além de carteira vencida, Maurílio Terra não tinha licenciamento de 2017 / Foto: Jornal Diário do Comércio

 

O assessor de Operações de Tráfego da Secretaria de Trânsito e Transportes, Maurílio Terra de Deus, que havia sido flagrado com habilitação vencida, foi exonerado do cargo. O decreto com a dispensa foi publicado no Dário Oficial do Município na última sexta-feira (3). O caso foi noticiado pelo Diário do Comércio no dia 1º deste em primeira mão.

Ainda de acordo com a publicação oficial da Prefeitura, capitão Terra, como é conhecido o antigo servidor, será substituído interinamente por Divonei Gonçalves dos Santos, que hoje ocupa o cargo de assessor municipal de trânsito e vai acumular as funções. Não haverá aumento salarial para isso, segundo a publicação do Município. A exoneração de Maurílio Terra consta como “a pedido”.

O antigo assessor de Operações de Tráfego foi flagrado em uma blitz com a carteira de habilitação vencida desde janeiro de 2012, na tarde do dia 31 de outubro, no bairro Alto Umuarama. O veículo que ele dirigia também tinha problemas na documentação, uma vez que o exercício 2017 do licenciamento do automóvel não havia sido emitido. Foram lavradas duas multas no valor de R$ 293,47 cada uma e o carro foi retido.

Capitão Terra tem 76 anos, é militar da reserva do Exército e teve uma série de cargos na Secretaria de Trânsito e Transportes desde 2011. No dia do fato, ele explicou à reportagem do Diário que chegou a pagar licenciamento, seguro obrigatório e o Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) referente a 2017, mas houve atraso na transferência do carro que comprara recentemente. Sobre a carteira vencida desde 2012, o então funcionário da Settran disse que faltou tempo para a regularização.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »