05/11/2017 às 05h40min - Atualizada em 05/11/2017 às 05h40min

Profissionais dão adeus à bagunça

Personal organizers auxiliam a acabar com a desorganização em casa e em estabelecimentos comerciais

LAURA FERNANDES | APRIMORAMENTO PROFISSIONAL
Ana Flávia Goulart é personal organizer e trabalha há um ano e meio em Uberlândia / Foto: Divulgação

 

Além da falta de tempo para executar atividades domésticas, o cansaço e o stress são resultados da rotina acelerada do dia a dia de trabalho. Ao chegar em casa, relaxar é um dos principais desejos das pessoas, e a organização, de acordo com especialistas, tem peso nesta tão almejada condição. Por causa da necessidade de otimizar o tempo e facilitar a manutenção do ambiente organizado, existem no mercado serviços prestados por profissionais chamados de personal organizer, que ensinam técnicas personalizadas de organização.

O atendimento funciona, em grande parte, por diária e, em Uberlândia, atualmente custa em média R$ 500. A necessidade de manutenção acompanhada do profissional varia de acordo com o perfil desses clientes e com a adaptação com as técnicas orientadas. Além da organização residencial, alguns profissionais também fazem atendimentos em estabelecimentos comerciais, com setorização e melhor disposição das peças.

De acordo com os especialistas na área ouvidos pela reportagem, para manter a organização é necessário seguir as orientações passadas, colocar de volta ao lugar original tudo o que for retirado, fazer manutenção periódica e, principalmente, evitar acúmulo de afazeres, pois eles futuramente podem fugir do controle.

 

PROFISSIONAIS

Carine Rennó é personal organizer e atua no mercado de Uberlândia há cerca de cinco anos. Ela explica que a princípio a área não era muito conhecida, mas nos últimos dois anos tem ganhado visibilidade e o comércio tem sido adepto aos serviços do profissional de organização. “A possibilidade de produtos que você encontra hoje em dia é muito diferente do que se encontrava antes, o que facilita a evolução do trabalho”, explica a profissional sobre a variedade de artefatos utilizados para facilitar a organização.

Ela conta que a procura maior dos clientes é inicialmente para organização do closet, mas muitos deles após o resultado buscam o serviço para sistematização de outros espaços.

Carine explica que os clientes que procuram seu trabalho normalmente são mulheres na faixa dos 40 anos, mães e que trabalham fora de casa. “Elas não têm tempo para nada. Querem chegar em casa cansada e abrir o closet, a despensa e estar tudo bonito e prático”, explica a especialista sobre o porquê da incidência desse perfil.

Atendimento a homens é raro, de acordo com Carine, que também atendente lojas, hotéis, farmácias e outros estabelecimentos.

A personal organizer conta que após o atendimento os clientes conseguem manter o espaço organizado por mais tempo e estão mais tranquilos, porque está tudo no seu devido lugar, bonito e com fácil acesso. “A poluição visual causa o stress. Então a organização proporciona uma vida com menos stress”, explica Carine sobre os resultados do espaço organizado.

A procura pelo atendimento, de acordo com a especialista, acontece o ano inteiro. Ela conta que sempre está aprimorando seu trabalho e este ano traz uma técnica especial de dobras com otimização de espaço que tem agradado os clientes. “Sabemos aproveitar melhor a disposição do espaço com essa dobradura”, disse.

Ana Flávia Goulart também é personal organizer, trabalha há um ano e meio no mercado de Uberlândia e, diferentemente de Carine, restringe seus atendimentos às residências. Ela conta que grande parte do seu público também procura seu trabalho, em um primeiro momento, para a organização do closet, mas que é comum a busca por mais orientações após ver o resultado da organização.

A  também afirma que o público que procura seu atendimento segue algumas características em comum. “Normalmente são pessoas que trabalham o dia todo fora, querem ter as coisas organizadas e não têm tempo para poder arrumar”, conta ela.

A profissional explica que a necessidade de acompanhamento varia do perfil do cliente e que o objetivo do seu trabalho é fazer com que o consumidor consiga organizar tudo sozinho e não haja necessidade de ela retornar à residência com frequência.

Ana Flávia conta ainda que sentiu crescer a procura por seu trabalho próximo do Natal. Segundo ela, no ano passado o fluxo aumentou a partir do fim de outubro e a expectativa é que cresça mais em novembro e dezembro devido às festividades e visitas que muitas famílias recebem neste período.

Para o início do ano, ambas as profissionais apostam no descarte de utensílios como a melhor dica no momento da organização. “Quando você descarta, consegue deixar a casa mais leve”, orienta Ana Flávia sobre os benefícios dessa opção na organização, indicação reforçada por Carine. “Essa questão de descartar as coisas e deixar a energia fluir dentro da casa é real, e o final do ano é uma data perfeita para fazer essa renovação de energias e tirar coisas que não são utilizadas”, completa a personal organizer.

 

 

RESULTADOS

Clientes dizem que resultados são positivos

Vanilda Lemon utiliza os serviços da profissional Carine Rennó em seu estabelecimento de roupas e acessórios femininos e conta que os próprios clientes percebem o diferencial do espaço organizado pela especialista. A explica que procurou o atendimento para trabalhar o visual merchandising da loja.

O acompanhamento com a personal organizer já acontece há cerca de dois anos e Vanilda percebe que a melhor disposição das peças atrai os clientes. “A demonstração do produto fica mais visível e isso tem impacto nas vendas”, explica ela. A cliente procura o atendimento da profissional uma vez ao mês e em lançamentos de coleções.

Mirelly Moraes também é proprietária de loja e procurou o auxílio da especialista para setorização dos produtos do estabelecimento. Após um único atendimento a cliente conseguiu manter o espaço organizado de acordo com as orientações, por isso não viu necessidade de mais encontros. Ela conta que o resultado é positivo e que também tem notado o público mais interessado. “Os produtos ficam simetricamente alinhados e o público nota a diferença, entra após ver a vitrine melhor organizada”, conta Mirelly.

Já Daniela Rispoli é cliente de residência da personal organizer Carine. Ela conta que procurou o atendimento da profissional recentemente, mas que após o resultado do primeiro atendimento à sua casa procurou mais vezes o trabalho da especialista. “A princípio foi só meu closet, depois acrescentei aos poucos outros espaços até finalizar a casa toda”, conta ela. Daniela explica que a orientação especializada facilita no processo de manutenção da organização, e isso afeta inclusive o seu estado emocional. “Você entende como manter tudo aquilo organizado e isso gera menos stress”, relata a cliente.

Eline Tannús é cliente de Carine há quatro anos. Ela conta que com a correria do dia a dia é muito difícil manter tudo organizado e isso estava lhe fazendo mal, então conheceu o trabalho da profissional. "Depois de tudo pronto, sempre tenho aquela sensação prazerosa de que tudo está funcionando bem. Nossos ambientes ganham beleza, praticidade e funcionalidade", explica. Além do auxílio residencial, Eliene conta que também recebe assessoria em seu estabelecimento de lingerie e explica que a organização contempla vários setores e perspectivas. "Não é só cuidar da organização da casa, lojas e escritórios, é também uma organização da vida pessoal".


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »