02/11/2017 às 16h45min - Atualizada em 02/11/2017 às 16h45min

Cemitérios de Uberlândia lotam neste Dia de Finados

Missas e cultos foram celebradas nos dois locais durante o dia

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Comerciantes disseram que vendas de flores foram melhores em relação a 2016 / Foto: Vinícius Romário

 

Sob um céu nublado, milhares de pessoas passaram hoje, Dia de Finados, pelos cemitérios de Uberlândia. A expectativa da Prefeitura de Uberlândia era de que 100 mil pessoas visitassem as sepulturas do cemitério Campo do Bom Pastor, no bairro Planalto, zona oeste, e outras 30 mil fossem até o cemitério São Pedro, no bairro Osvaldo Rezende, setor central.

O motorista João Carlos da Mota trouxe a família de São Paulo para visitar as sepulturas de familiares e amigos no cemitério São Pedro. Segundo ele, a data serve para lembrar e rezar pelos que já se foram. “É um dia muito importante, onde podemos visitar e honrar a memória e pessoas tão queridas que já nos deixaram”, afirmou Mota.

A dona de casa Maria Alice de Souza aproveitou o feriado para acordar cedo e foi até o cemitério São Pedro, onde lavou e enfeitou com flores a sepultara da mãe. “A gente sabe que ela está em um lugar melhor e esses enfeites são uma maneira de celebrar a importância de quem passou pela nossa vida”, disse Maria Alice.

Já o aposentado Mário Faria Peixoto foi até o cemitério Campo do Bom Pastor na companhia do neto de 5 anos para prestar homenagens a familiares e amigos. “Faço questão de trazer meu neto para que ele conheça a família, mesmo os que já se foram. É um momento importante para todos nós, onde podemos lembrar um pouco de pessoas que foram tão especiais na vida da gente”, ressalta Peixoto.

Quem esteve nos cemitérios também teve a oportunidade de participar de missas e cultos celebrados durante todo o dia.

 

COMÉRCIO

A movimentação nas portas dos cemitérios também foi grande, principalmente nas tendas onde eram vendidas flores, arranjos e velas. A comerciante Maria Fernandes Rocha trabalhou pela primeira vez na porta do cemitério São Pedro. Nos anos anteriores ela vendia flores no Campo do Bom Pastor. De acordo com ela, a troca de local valeu a pena. “Mesmo que tenha menos pessoas passando por aqui, as vendas estão bem melhores nesse ano”, disse Maria Rocha.

Já a comerciante Ivania Alves Carvalho chegou a afirmar que esse ano foi 100% melhor que no ano passado. “Em 2016, voltei com muitas flores para casa, já agora, até o fim do dia acredito que terei vendido tudo.”

Trabalhando no entorno do cemitério Campo do Bom Pastor, Daniel Lacerda contou que as vendas melhoraram 30% nesse ano em relação ao ano passado. “É ótimo para a gente. Esse ano eu também investi em vasos e arranjos mais baratos, entre R$ 5 e R$ 20, que são os que saem mais.”

Para a comerciante Mara Nogueira, as vendas foram melhores em 2016, mas ela disse que não pode reclamar desse ano. “Senti também que até a movimentação de pessoas está menor que no passado”, afirmou Mara Nogueira. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »