31/10/2017 às 16h51min - Atualizada em 31/10/2017 às 16h51min

Nova série da Globo será lançada para assinantes

Nesta quinta (2), 'Treze Dias Longe do Sol' entra na Globo Play e chega à TV em janeiro

LEANDRO VIEIRA | FOLHAPRESS
Carolina Dieckmann e Selton Mello vivem os personagens Marion Rupp e Saulo na nova série / Foto: Ramón Vasconcelos/Globo/Divulgação

 

O desastre era evidente. Um prédio feito com material de péssima qualidade só poderia mesmo desabar, causar morte e deixar pessoas feridas. Esse é o começo de "Treze Dias Longe do Sol", série da Globo que estreia nesta quinta-feira (2), para assinantes da plataforma Globo Play e que deve chegar à programação do canal de TV em janeiro.

Os dramas causados por essa tragédia serão o recheio da série. Entre eles, está o de Marco Antônio, interpretado pelo ator Fabrício Boliveira. Tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, ele está suspenso após cometer um erro em uma operação. Mesmo assim, acaba sendo designado para comandar o resgate dos sobreviventes do desabamento.

Os traumas profissionais serão um dos desafios de Marco Antônio. "Ele é um bombeiro que se importa demais com o lado humano e sofre com isso. Ele não está preocupado com a parte material, e, sim, com o sofrimento das pessoas. O Marco é um homem com o coração latente e olha a todos com mais humanidade do que costuma acontecer", analisa Boliveira.

O artista destaca a sensibilidade de "Treze dias longe do sol". "A série se aprofunda nas emoções e nas relações humanas. O material que desaba fica em segundo plano, atrás das histórias de reconstrução das famílias vítimas do acidente", afirma ele.

A trama retrata o que acontece com os sobreviventes após passarem 13 dias presos, em meio a escombros. Entre os que ficaram lá estão Saulo Garcez (Selton Mello), engenheiro responsável pela construção do prédio, e Marion Rupp (Carolina Dieckmann), filha do empresário Augusto Rupp (Lima Duarte), dono do hospital que ocuparia o prédio. Junto a outros sobreviventes, eles lutam pela vida nos 13 dias em que ficam desaparecidos em meio ao que sobrou da tragédia.

Em sua vida, Boliveira também sofreu um drama recente. Em 2012, o ator perdeu a irmã, Priscila, quando ela caiu de um parapente. "Mas procuro não relacionar a arte à vida pessoal. Cada área tem o seu momento", diz o ator.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »