31/10/2017 às 05h26min - Atualizada em 31/10/2017 às 05h26min

Aumenta número de estupros de vulneráveis em Uberlândia

No último fim de semana dois casos foram registrados na cidade

VINÍCIUS ROMÁRIO E ISABEL GONÇALVES* | REPÓRTERES
Jovem de 19 anos flagrado em relação sexual com menina de 12 anos foi levado à Delegacia de Plantão e, em seguida, para o presídio / Foto: Reprodução

 

O número de estupros de vulneráveis em Uberlândia aumentou 35% entre janeiro e agosto de 2017 em relação ao mesmo período do ano passado. O índice acompanha a realidade de Minas Gerais, que também indicou um maior número de registros, tanto para casos tentados, quanto para consumados, no mesmo período. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, foram 65 casos de estupros de vulneráveis consumados em Uberlândia neste ano, contra 48 entre janeiro e agosto de 2016. Ainda segundo a pasta, os números registrados em 2017 também já superaram ao computado durante todo o ano passado (56).

Nos casos tentados, mas não consumados, Uberlândia registrou três ocorrências em 2017, contra 1 em 2016, um aumento de 200%. Em Minas Gerais, o aumento foi de 11,6% nos casos consumados e de 13,4% nas tentativas. 

Apenas neste final de semana, mais dois casos de estupros de vulneráveis foram relatados em Uberlândia. No primeiro, registrado no último sábado (28), um homem de 37 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada de 9 anos. O segundo caso ocorreu no domingo (29), quando um jovem de 19 anos foi flagrado mantendo relação sexual com uma menina de 12 (Veja mais abaixo). 

O superintendente de Investigações e Polícia Judiciária da Polícia Civil (PC), delegado-geral Márcio Lobato Rodrigues avalia que este tipo de crime tem espectro amplo, por contemplar desde uma situação ocorrida com uma criança ou pessoas com problemas psiquiátricos, até casos em que a vítima tenha ingerido bebida alcóolica ou consumido drogas.

“Acreditamos que as pessoas estão mais esclarecidas de seus direitos e, assim, buscam mais as polícias para relatarem situações como estas. Portanto, há a possibilidade de anteriormente haver subnotificação de casos.”

O superintendente da PC, inclusive, reforça a necessidade da denúncia e do registro da sociedade para este tipo de crime, salientando a importância do real conhecimento dos cenários das violências pelo estado, para o melhor desenvolvimento de políticas públicas.

 

VÍTIMA DE 9 ANOS

PM prende homem suspeito de abusar de enteada

Um homem de 37 anos foi preso na madrugada de ontem suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos em Uberlândia. De acordo com a Polícia Militar (PM), o suspeito é padrasto da vítima e foi denunciado pela companheira, mãe da criança. Eles moram no Recanto Miranda V, próximo à BR-452.

Segundo os militares, a mulher relatou que, ao chegar em casa, viu a menina saindo do quarto emocionalmente abalada e arrumando as próprias roupas. Questionada, a criança disse que o suspeito teria passado a mão em suas partes íntimas. A mulher acionou a polícia e o homem foi preso em flagrante.

Ainda segundo a PM, a criança foi encaminhada para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) para realizar exames. Segundo a mulher, a criança também relatou que já havia sido abusada anteriormente, mas não teria contado sobre o ocorrido por medo das ameaças feitas pelo padrasto.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil. De acordo com a delegada Vivian Parreira Martins, até o fim da tarde de ontem o suspeito e os envolvidos ainda não haviam sido ouvidos.

 

LARANJEIRAS

Jovem é preso após ter relação com menina de 12

Um jovem de 19 anos foi preso neste domingo após ter sido flagrado mantendo relação sexual com uma menina de 12 anos. A relação foi consentida, mas, como a vítima tem menos de 14 anos, o suspeito foi preso. O caso aconteceu no bairro Laranjeiras, zona sul de Uberlândia. 

Além na vítima e do suspeito, havia mais duas meninas, de 12 anos, e um adolescente, de 13, na residência no momento do crime. De acordo com o boletim de ocorrência, os donos da casa, avós de uma das amigas da vítima, chegaram em casa e encontraram o suspeito e a menina em um dos quartos, enquanto as outras duas crianças olhavam o ato. O suspeito estava sem as calças e a vítima estava seminua.

Segundo o jovem de 19 anos, todos os envolvidos haviam combinado de se encontrar por meio de um aplicativo. Ele afirmou que havia sido convidado por uma das amigas da vítima. O fato foi confirmado pelas testemunhas em depoimento à Polícia Civil. 

Após flagrar o ato, os donos da residência mandaram todos embora. Porém, pertences do suspeito ficaram na casa. Mais tarde, ele e um amigo voltaram para buscar os objetos, momento em que foi acionada a Polícia Militar (PM). O jovem foi preso e encaminhado para a delegacia da PC. 

De acordo com a delegada Vivian Parreira Martins, todos os envolvidos já foram ouvidos e o suspeito seguiu para o presídio Jacy de Assis. “Mesmo que a relação tenha sido consentida, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê que abaixo de 14 anos, a relação sexual se caracteriza como estupro de vulnerável. Agora seguirão os trâmites legais do inquérito”, afirmou a delegada.  

 

DADOS

Em Uberlândia

Estupros de vulneráveis consumados 
Entre janeiro e agosto de 2016 – 48 
Entre janeiro e agosto de 2017 – 65

Estupros de vulneráveis tentados 
Entre janeiro e agosto de 2016 – 1 
Entre janeiro e agosto de 2017 – 3

Estupros consumados 
Entre janeiro e agosto de 2016 – 22 
Entre janeiro e agosto de 2017 - 42


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »