24/10/2017 às 05h34min - Atualizada em 24/10/2017 às 05h34min

Correios identificam iguana em encomenda

VINÍCIUS LEMOS | REPÓRTER
Filhote estava embalado em plástico e imobilizado com tecido / Foto: Ibama/Divulgação

 

Uma iguana foi descoberta sendo traficada em um pacote enviado pelos Correios quando a encomenda passava por Uberlândia, na última quinta-feira (19). O animal foi recolhido e a pessoa que fez o pedido do lagarto, uma jovem de 25 anos, foi presa na cidade de Patrocínio pelos crimes de maus-tratos e possuir animais de origem ilegal. 

Segundo o Instituo Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o órgão foi avisado por uma unidade de distribuição dos Correios que a iguana havia sido detectada nas verificações de raio-X. Aberta a caixa de papelão, verificou-se que se tratava de um filhote, que estava embalado em um tipo de plástico e imobilizado com um tecido e fita.

O animal foi levado para o Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) para receber cuidados. A iguana continua na unidade e não existe uma destinação decidida.

Para se chegar até a jovem que fez o pedido, a Polícia Militar de Meio Ambiente de Patrocínio foi acionada. Uma caixa vazia foi entregue à destinatária. Quando ela recebeu o pacote, foi dada voz de prisão em flagrante.

A jovem confessou que comprou o animal por R$ 195 e que o pedido foi feito pela internet. O trabalho agora é de encontrar o remetente da iguana, que pode estar vendendo outros animais silvestres.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »