28/07/2017 às 05h37min - Atualizada em 28/07/2017 às 05h37min

Nova ordem de serviço garante ampliação da Avenida Balaiadas

Demanda de moradores por novo acesso à região central tem mais de 3 décadas

WALACE TORRES | EDITOR
Avenida Balaiadas será prolongada em 600 metros, facilitando o acesso entre os bairros Marta Helena e N.S. das Graças / Foto: Rodi Borges/Divulgação

 

Depois de mais de três décadas de espera e da frustração de um cancelamento de ordem de serviço no fim do ano passado, os moradores da zona Norte de Uberlândia deverão ter um novo acesso à região Central ainda este ano. A nova ordem de serviços para início das obras de prolongamento da avenida Balaiadas, entre os bairros Marta Helena e Nossa Senhora das Graças, foi assinada ontem durante solenidade no Centro Administrativo Municipal. A previsão é que as máquinas comecem a trabalhar ainda hoje, com término das obras em dois meses.

A via será ampliada em mais de 600 metros no trecho que compreende da rua Rio Grande do Norte até a rua República do Piratini. Serão implantados cerca de 10 mil m2 de pavimentação. A verba de R$ 1,17 milhão é proveniente de uma sobra do convênio entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal assinado em 2012, destinado a melhorias viárias nos bairros Shopping Park, na zona Sul, e Morumbi, no Leste. Esses recursos só poderiam ser utilizados em investimentos de novas estruturas viárias. Segundo o secretário de Obras, Norberto Nunes, nos últimos seis meses o projeto passou por uma revisão, o que permitiu incluir dois retornos e uma rotatória no novo trecho. “Isso dará maior integração entre os bairros Marta Helena e Nossa Senhora das Graças”, disse Norberto. A obra ainda contempla a construção de ciclovia e calçadas acessíveis.

Além dos recursos, a empresa que executará o serviço também é a mesma que venceu a licitação em 2016. Em dezembro, a gestão anterior chegou a assinar a ordem de serviços e até algumas máquinas iniciaram o trabalho de preparação do terreno, mas a medida foi revogada alguns dias depois. Segundo Norberto Nunes, além da revisão no projeto, a demora em dar a nova ordem de serviço foi ocasionada pelo risco que havia de o Município perder os recursos em função dos prazos. “Foi preciso uma intervenção da Caixa e do prefeito junto ao Ministério das Cidades para assegurar os recursos”, disse.

 

TRILHOS

A ampliação da avenida Balaiadas é uma cobrança de mais de 30 anos da população local. O trecho que será prolongado é o mesmo onde passou até início da década de 1980 a antiga ferrovia. Durante anos, o trecho ficou abandonado e inviabilizando a transposição de veículos entre bairros. Os últimos trilhos só foram retirados em 2015. “O ônibus da linha 208, que vai para o bairro Cruzeiro do Sul, precisa dar uma volta longa. Agora a população vai ganhar em tempo de viagem e locomoção”, disse o vereador Rodi Borges (PR), que é daquela região.

José Modesto dos Santos mora há 29 anos no trecho da avenida Balaiadas que será ampliado. Ele conta que além de dar mais agilidade, vai melhorar também a segurança para os moradores, que precisavam atravessar no meio do mato. “Vai melhorar 90% agora, e quando a obra chegar até a avenida José Andraus Gassani, aí melhora 100%”, disse José Modesto se referindo a uma outra etapa de ampliação, ainda sem verba e projeto.

 

CIDADE INTELIGENTE

Prefeitura abre processo de PPP para modernizar iluminação pública

Durante a solenidade de assinatura das obras de prolongamento da avenida Balaiadas, o prefeito Odelmo Leão anunciou que num prazo de dois anos pretende dar início à troca de toda a iluminação pública de Uberlândia. O projeto será feito por meio de parceria-público-privada (PPP), a primeira de Uberlândia e contempla o conceito de Cidade Inteligente. A intenção, segundo o prefeito, é que toda a iluminação de ruas, praças e espaços públicos seja substituída por equipamentos modernos e mais eficientes. Junto com as novas estruturas serão implantadas câmeras de videomonitoramento abrangendo toda a cidade.

O processo de PPP já foi lançado pelo Município, que abriu prazo de 15 dias para que empresas especializadas manifestem interesse e apresentem estudos de viabilidade. Segundo explicou o secretário de Gestão Estratégica, Raphael Lelis, após esse período, será aberto um novo prazo de 90 dias para apresentação de propostas, e o Município fará a análise técnica, jurídica e tecnológica. Depois de concluídas essas etapas será lançado o edital com as regras do processo licitatório.

Ainda dentro do conceito, o prefeito Odelmo Leão disse que espera implantar semáforos inteligentes em outro processo também de PPP.

 

EMEIs

Odelmo Leão ainda informou que pretende construir 15 Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs)  e uma escola de tempo integral nos próximos anos. Os recursos são provenientes de emendas parlamentares, algumas do orçamento da União de 2008, que não chegaram a ser utilizadas pelo Município. O prefeito não detalhou os projetos, mas disse que os processos para resgatar os recursos para as escolas já estão em andamento em Brasília e também no Município.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »