25/07/2017 às 05h48min - Atualizada em 25/07/2017 às 05h48min

Postos terão de explicar aumento do combustível

Fiscais do Procon notificaram ontem 20 estabelecimentos em ação

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Fiscais do Procon notificaram ontem 20 postos de combustíveis durante fiscalização / Foto: Cleiton Borges/Secom/PMU

 

Após a alta nos combustíveis registrada no fim da última semana, o Procon de Uberlândia notificará todos os postos de combustível para avaliar se houve acréscimo sem justa causa. 

Ontem, fiscais do Procon notificaram 20 postos pessoalmente. O restante será comunicado pelo correio. Essa medida foi causada após diversas reclamações de consumidores. 

Após a notificação, os responsáveis terão dez dias para apresentar documentos que especifiquem o valor de venda de etanol, gasolina e diesel nos último trimestre e os motivos para elevação de preços nas bombas de combustíveis, bem como as notas fiscais com o valor que adquiriram os produtos junto às distribuidoras.

De acordo com a assessoria de comunicação do município, o Procon terá entre cinco e dez dias para analisar toda a documentação entregue. A expectativa é que autarquia receba os documentos até a próxima quinta-feira (27).

Caso aumentos sem justa causa sejam constatados, os responsáveis deverão ser multados. Ainda de acordo com a assessoria de comunicação, caso outros fatos sejam confirmados, como, por exemplo, cartel, os levantamentos serão remetidos para o Ministério Público Estadual (MPE). 

 

PREÇOS

Na última sexta-feira (21), um dia depois de o Governo anunciar o aumento na alíquota de impostos que incidem sobre a gasolina, o diesel e o etanol, o consumidor de Uberlândia sentiu no bolso o reflexo da medida. O que a princípio impactaria o preço dos combustíveis nas refinarias foi repassado aos postos que, por sua vez, aplicaram reajustes que chegam a 15% no caso da gasolina. 

O litro de maior valor, que até a semana anterior ao aumento era vendido a R$ 3,79, foi encontrado em alguns postos a R$ 4,39. Foi a primeira vez que o preço do litro da gasolina ultrapassou a barreira dos R$ 4,10 – há cerca de dois anos o litro chegou a ser vendido por R$ 4,09, o que durou aproximadamente uma semana

O etanol que até o último dia 15 tinha o valor máximo de R$ 2,69, na sexta-feira chegou a R$ 2,99, o que representou um aumento de 11%. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »