11/07/2017 às 05h24min - Atualizada em 11/07/2017 às 05h24min

Rotativo arrecada R$ 120 mil para a compra de remédios

Valor é referente a dois meses de atuação da Icasu na Zona Azul

WALACE TORRES | EDITOR
Estacionamento zona azul conta com 3.200 vagas e 109 parquímetros em três regiões centrais / Foto: Walace Torres

 

Nos dois primeiros meses de atuação da Instituição Cristã de Assistência Social de Uberlândia (Icasu) à frente do estacionamento zona azul eletrônico foram arrecadados R$ 120 mil líquidos com a utilização das vagas na região central. O valor será utilizado integralmente na compra de medicamentos para abastecer as Unidades de Atendimento Integrado (UAIs). De acordo com o convênio assinado com a Prefeitura, e que teve a anuência do Ministério Público, a Icasu  fará a gestão do sistema por seis meses, podendo esse prazo ser renovado uma vez pelo mesmo período. Ao final do prazo, a Prefeitura terá que licitar a prestação do serviço.

Ainda de acordo com o convênio, caberá a Icasu fazer a cotação de preços no mercado e efetuar a compra dos medicamentos, que deverão ser entregues até o último dia do mês. Ontem, a Icasu apresentou o balanço dos valores arrecadados ao Município e agora caberá à Secretaria Municipal de Saúde informar a relação dos medicamentos que serão priorizados nesta primeira compra, que poderá ser feita sem licitação por se tratar de uma associação privada.

Segundo a direção da Icasu, nos próximos meses a arrecadação deverá dobrar já que os meses de maio e junho foram de adaptação e de contratação de monitores para fazer a fiscalização dos sistema. “Muito positivo esse primeiro resultado considerando que tivemos um período de transição em que foram adquiridos novos chips para os aparelhos, novas baterias para os parquímetros e contratação de pessoal”, disse o presidente da Icasu, Antônio Naves. Segundo avalia, a expectativa é arrecadar pelo menos R$ 250 mil líquidos por mês, já a partir de julho.

Hoje, 30 monitores estão fazendo o trabalho nas ruas voltados para a conscientização e orientação aos motoristas, além de averiguar a utilização das vagas pelo sistema. Outros cinco monitores começam a trabalhar na próxima semana.

O sistema de zona azul conta com 3.200 vagas e 109 parquímetros instalados nos bairros Centro, Vigilato Pereira, Martins e Aparecida. De acordo com o supervisor comercial do rotativo, Divino Antônio de Souza, a maior média de ocupação nestes dois primeiros meses de reativação do sistema está nos bairros Centro e Vigilato Pereira, com cerca de 95%. Desse total, 70% pagaram a utilização das vagas. Nos bairros Martins e Aparecida a média de ocupação foi de 80% em cada região, sendo que metade dos usuários não chegaram a pagar pelo tempo estacionado.  “De acordo com a contratação, a fiscalização também vai sendo intensificada”, disse Divino, destacando que nesta primeira fase o sistema terá 35 monitores, sendo um para cada setor.

O supervisor comercial disse que ainda esta semana a fiscalização será intensificada com o incremento de equipes de agentes de Trânsito da Secretaria de Trânsito e Transporte (Settran) voltadas exclusivamente para atuar na zona azul. “Ainda esta semana vamos linkar nosso sistema com o da Settran”, disse Divino Antônio. Ele explica que, assim que um monitor constata que determinado veículo não efetuou o pagamento, um agente da Settran tem acesso imediato à informação, o que agiliza o deslocamento até o local onde o veículo está acionado. Apenas os agentes de trânsito tem autonomia para aplicar a multa.

 

NOVIDADES

A partir do dia 15, os cartões com créditos da zona azul serão vendidos em estabelecimentos comerciais, a exemplo do que vinha acontecendo quando o sistema eletrônico foi implantado. A estimativa é credenciar 120 pontos de vendas entre comércio em geral e bancas de revistas. Outra novidade é a venda de cartões com três valores distintos, de R$ 11, R$ 22 e R$ 33, o que facilita no pagamento da hora fracionada. A meia hora no estacionamento zona azul custa R$ 1,10.

A Icasu também pretende implantar o pagamento por cartões de débito e crédito no próprio parquímetro. Um técnico da fábrica dos equipamentos já agendou uma vinda a Uberlândia nos próximos dias para avaliar as máquinas e repassar as adaptações necessárias. Hoje, as máquinas só aceitam moedas como forma de pagamento. O usuário também pode comprar o cartão da zona azul com os créditos ou baixar o aplicativo no celular. A compra do cartão ou a recarga, bem como a orientação sobre o aplicativo, podem ser feitas na Central de Atendimento, que funciona na avenida Getúlio Vargas, 184.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »