07/07/2017 às 05h48min - Atualizada em 07/07/2017 às 05h48min

PC apresenta 3 suspeitos de latrocínio na zona sul

Crime aconteceu no dia 22 de junho; soldado do Exército foi morto

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Delegados Hamilton de Lima, Márcio Rodrigues e Leonardo Leal / Foto: Vinícius Romario

 

A Polícia Civil apresentou ontem, em entrevista coletiva, três suspeitos de envolvimento na tentativa de roubo que terminou com a morte de um cabo do Exército e deixou gravemente ferido o padrasto dele. O crime aconteceu no dia 22 de junho no bairro Vigilato Pereira, zona sul de Uberlândia. Dois suspeitos de 29 anos foram apontados pela PC como autores do crime. O terceiro, de 34 anos, agia no auxílio dos outros dois. 

Durante o roubo houve troca de tiros e Antônio Carvalho Vieira Neto, de 29 anos, foi atingido e morreu. O padrasto dele, de 81 anos, também foi atingido e segue internado em estado grave. Na residência também estavam uma irmã e a mãe do jovem morto, mas elas se trancaram em um quarto e não se feriram. 

De acordo com o delegado Eduardo Leal, após a prisão, o envolvido que dirigia o carro utilizado na fuga confessou como teria sido a ação. Segundo as informações apresentadas pela PC, a dupla de 29 anos teria seguido o carro da vítima que se encontra internada desde o Centro da cidade até uma casa na a Rua Tahiti, com a intenção de roubar o veículo. 

Quando a vítima de 81 anos esperava o portão abrir para entrar, um dos suspeitos entrou junto e anunciou o assalto. Um vídeo divulgado pela PC mostra que o segundo suspeito fica dando volta com um carro pela rua enquanto o comparsa está no interior da residência. Após três minutos, o suspeito sai para a rua por um lote vago ao lado da casa em que estava. 

“Dentro da casa houve intensa troca de tiros, com seis ou sete disparos. Tivemos duas vítimas feridas e o suspeito também levou um tiro próximo à costela. Ainda não podemos afirmar qual das vítimas trocou tiro com o suspeito, pois o jovem faleceu e o padrasto dele segue internado, então não conseguimos mais informações ainda”, afirmou Leal. 

Após o fato, o suspeito ferido foi deixado pelo comparsa em uma unidade de saúde e preso em seguida pela Polícia Militar (PM), porém, de acordo com a PC, ele não quis cooperar passando informações sobre o motorista que o deixou no hospital.

“Ainda no dia do roubo iniciamos nossas investigações e tivemos conhecimento de quem seria o segundo autor, que esperava no carro ao lado de fora casa”, disse Leal. 

Durante essas investigações, a PC descobriu que o segundo suspeito havia fugido para a cidade de Anápolis, no interior de Goiás, a 290 km de Uberlândia. A PC foi até essa cidade e, com a ajuda da polícia local, prendeu o segundo suspeito. Na volta, a PC soube também da localização desse terceiro envolvido, de 34 anos, e ele foi preso no bairro Roosevelt, zona norte da cidade. 

“Essas pessoas fazem parte de uma associação criminosa e as investigações seguem no intuito de localizar mais indivíduos”, finalizou Leal. 

Os dois suspeitos de 29 anos deverão ser indiciados por um latrocínio, quando o criminoso mata para roubar, e por uma tentativa do mesmo crime, além de associação criminosa, crime pelo qual o suspeito de 34 anos também deverá responder. Os três seguem presos no presídio Jacy de Assis. 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »