25/06/2017 às 05h21min - Atualizada em 25/06/2017 às 05h21min

A jornada de Lucas Reis & Thácio

Dupla de Uberlândia que se conhecem em orquestra de violeiros tem forte influência do sertanejo raiz

ADREANA OLIVEIRA | EDITORA
Lucas Reis & Thácio fazem shows pelo Brasil com apoio de uma equipe de 16 pessoas / Foto: Divulgação

 

Eles são jovens, Lucas Reis & Thácio têm 24 e 25 anos, respectivamente, e são amigos desde os 12 anos. Essa amizade surgiu quando eles integravam uma orquestra infanto-juvenil de viola caipira em Uberlândia. "Nosso maestro era o Bira, bons tempos. Aos poucos eu e o Lucas começamos a conversar e a amizade foi crescendo até chegar ao ponto de formarmos a dupla", conta Thácio, durante visita à redação do jornal Diário do Comércio.

Apesar das dificuldades em se conseguir um lugar ao sol no meio artístico, graças a um trabalho árduo e uma boa equipe, há aproximadamente oito anos a dupla consegue sobreviver do seu ofício, o que para muitos ainda é um sonho. "Atualmente temos uma equipe de 16 pessoas no nosso escritório. Ficamos felizes porque por meio da nossa música percebemos que muitas outras pessoas têm condições de sustentar suas famílias", diz Thácio.

Em 2011 eles lançaram o primeiro trabalho em CD e DVD e em 2015 o segundo CD, nesse mesmo ano gravaram o DVD ao vivo "Salon LRT - O sertanejo é assim" que foi lançado no ano passado e o qual divulgam na estrada atualmente. "Foi um muito trabalhoso, mas também muito prazeroso gravar esse DVD. Não tivemos um patrocinador ou grandes investidores, é um trabalho nosso e por isso ficaremos na estraga até esgotarmos todas as possibilidades com ele", afirma Lucas Reis.

Gravado em Franca, o DVD traz 24 músicas. Entre elas, aquela que o grupo considera seu maior sucesso, que não pode faltar em nenhum show: "Se é pra chorar eu choro", que no DVD traz participação de Jads & Jadson. "As pessoas adoram essa música, as rádios, apesar de poucas, também tocam e no YouTube ela já está com quase 2 milhões de visualizações", comenta Thácio. Aliás, o canal deles na plataforma de vídeos computava 37 mil inscritos na última sexta-feira (23).

A maior parte das composições da dupla são de Lucas Reis. "Como a gente está sempre na estrada as canções vão surgindo. Eu passo para o Thácio e trabalhamos juntos na música", diz o compositor que cita, entre outros destaques da dupla, "Vem ni mim amorzim", "Vitrola", "Mascando arame" e "O sertanejo é assim".

 

NA ESTRADA

Lucas Reis & Thácio têm se apresentado em feiras agropecuárias de todo o Brasil. Por ter uma linha forte do sertanejo raiz, sem deixar de lado arranjos mais atuais que o mercado pede, eles têm muito cuidado na hora de agendar os shows. "Não marcamos shows em cidades que fiquem a menos de 150 km uma da outra e também não somos do tipo que faz questão de tocar todo mês em uma única casa ou evento. A ideia é sempre deixar um gosto de quero mais na plateia, um pouco de saudade, por isso os shows são com intervalos mínimos de dois meses", conta Lucas.

Sobre as rádios, eles entendem que não têm a força e nem o capital para investir no meio mas que há muitas rádios parceiras e radialistas amigos que tocam suas músicas. "É no esquema de parceria mesmo porque não temos como pagar para tocar no rádio", afirmam.

A receptividade na noite tem sido boa e algumas das músicas deles já estão nos sets de remixes de alguns DJs.

 

SERVIÇO

Para conferir a agenda de shows e saber mais sobre a dupla, acesse o site. Confira aqui o videoclipe ao vivo de "Se é pra chorar eu choro", extraído do DVD "Saloon LRT - O sertanejo é assim".

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »