27/05/2017 às 05h44min - Atualizada em 27/05/2017 às 05h44min

Polícia prende motorista da Uber acusado de estupro

Crimes foram cometidos contra duas passageiras em abril e em maio

DA REDAÇÃO

Um motorista do aplicativo Uber, de 34 anos, foi apresentado ontem pela Polícia Civil em Uberlândia como o suspeito de tentar estuprar uma passageira no dia 30 de abril e de estuprar outra passageira no dia 5 deste mês.  Ele foi preso durante a operação "Incubus", que significa, na mitologia, um demônio que aproveitava da fragilidade das mulheres para cometer abusos sexuais.

As vítimas relatam aos policiais que nas datas descritas solicitaram a corrida pelo aplicativo e que, durante o trajeto, o motorista aproveitou que as vítimas estavam dormindo e desviou do trajeto levando-as para um local ermo situado próximo ao clube abandonado Thermas do Triângulo, às margens da rodovia 365.

Na primeira tentativa, o motorista não conseguiu estuprar a vítima porque pessoas que passavam pelo local prestaram socorro à mulher. Já a segunda vítima não conseguiu se desvencilhar do homem e o estupro acabou sendo consumado.

As investigações para identificar e localizar o autor do estupro foram conduzidas pela Delegacia Especializa de Atendimento à Mulher, que articulou a operação. Durante a investigação foi constatado que o motorista parceiro da Uber usou documento de outras pessoas para fazer o cadastro no aplicativo. Após cometer o primeiro crime, ele trocou a foto do usuário para despistar as investigações. Utilizando outro cadastro, ele atendeu a segunda vítima e novamente cometeu o crime com o mesmo “modus operandis”, inclusive o local para onde levou as vítimas.

Em parceria com a Uber, que forneceu todos os dados registrados em seu aplicativo para a criação dos usuários, foi possível identificar o suspeito. No decorrer das investigações foi possível localizar o veículo utilizado no crime, dentre outros indícios de autoria, suficientes para que fossem decretados judicialmente mandados de buscas e a prisão preventiva do investigado, que foi detido ontem. As vítimas reconheceram o motorista preso como o autor dos crimes. O carro dele foi apreendido, e ele foi encaminhado para o presídio Jacy de Assis.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »